Futsal

Sporting é campeão com vitória na Luz

O jogo terminou com vários incidentes, que obrigaram à intervenção da polícia
Foto
O jogo terminou com vários incidentes, que obrigaram à intervenção da polícia

O Sporting venceu este domingo pela segunda vez consecutiva na Luz e sagrou-se campeão nacional de futsal. O tempo regulamentar terminou com um empate a três golos, mas no prolongamento não deu hipóteses ao adversário e ganhou por 3-5, somando no "playoff" o total de 3-1.

Mas o final de jogo foi lamentável. Ricardinho, do Benfica, foi expulso a três segundos do fim do tempo regulamentar. O guarda-redes do Sporting Cristiano foi atingido por um objecto arremessado da bancada e teve de ser assistido. Nas bancadas gerou-se também uma enorme confusão e a polícia foi obrigada a intervir. Um adepto do Sporting teve de ser transportado para o Hospital de Santa Maria. Só depois de uma interrupção de cinco minutos é que se disputou o prolongamento.

E aí, o Sporting aproveitou a vantagem na eliminatória. Teve mais tranquilidade, um guarda-redes Cristiano em grande forma, e logo no início do prolongamentto colocou-se, pela primeira vez, na frente do marcador: Bebé ainda evitou o pior com uma grande defesa (41’), mas logo a seguir Alex rematou ao poste e Divanei no ressalto apenas teve que empurrar para o fundo da baliza. Alex, a dois minutos do final, fez o quinto golo do Sporting e colocou praticamente um ponto final na discussão do título.

No tempo regulamentar, o Benfica entrou melhor e, aos 14’, estava a vencer por 2-0, com golos de Joel Queirós e Ricardinho. Café reduziu, aos 16’, e Alex empatou (22’). O Benfica passou novamente para a frente, aos 23’, mas aos 37’, Alex empatou (3-3). Veio o prolongamento e o Sporting arrancou em definitivo para o título. Depois da vitória de anteontem, nas grandes penalidades (7-9), a formação leonina decidiu tudo no prolongamento.

O jogo marcou também a despedida do treinador do Sporting Paulo Fernandes que não escondeu alguma angústia por abandonar o clube. “Mas vou sair desta grande instituição sem mágoa e com o sentimento do dever cumprido”, referiu o técnico que não escondeu a satisfação por ter conseguido duas vitórias no terreno do rival. O treinador do Benfica, André Lima, disse que a sua equipa não teve alguma sorte, mas reconheceu que um clube que consegue vencer duas vezes na Luz merece ser campeão. “Mas, apesar de tudo, também tivemos algum azar”, concluiu.