É Frederico Gil o representante português nas meias-finais do Estoril Open

Rui Machado até começou melhor a partida que encheu as bancadas do Court Central do Jamor e impôs-se com um sólido 6-4 a um Gil que parecia querer arriscar pouco. Mas o tenista de Sintra recuperou e, embora tenha sofrido para fechar o segundo set, conseguiu concluí-lo com um renhido 7-6. No último set, Gil foi superior em quase todos os aspectos do jogo e encerrou o encontro com um concludente 6-3.

"No ténis não há injustiças. O Frederico foi um justo vencedor. Hoje não foi um dia sim para mim", explicou Rui Machado, que terminou a partida com 62 erros não forçados, contra 39 do adversário. Para Gil, tratou-se de um "jogo difícil". "Foi um excelente jogo, estou bastante cansado, mas muito contente por poder jogar amanhã as meias-finais", afirmou.

É a primeira vez que um tenista português alcança as meias-finais do Estoril Open e essa é uma motivação extra para Frederico Gil, que já sabe que vai defrontar amanhã à tarde um Guillermo Garcia López fisicamente mais fresco.

Sugerir correcção
Comentar