Política

PSD acusa RTP de má gestão na compra dos direitos da primeira liga de futebol

“A Autoridade da Concorrência deve intervir neste processo" afirma Miguel Relvas
Foto
“A Autoridade da Concorrência deve intervir neste processo" afirma Miguel Relvas Adriano Miranda (Arquivo)

O secretário-geral do PSD acusou hoje a RTP de má gestão no processo de compra dos direitos de transmissão de jogos da primeira liga de futebol profissional e pediu a intervenção da Autoridade da Concorrência.

Miguel Relvas disse que os valores propostos pela RTP para a aquisição dos direitos de transmissão de 60 jogos da primeira liga de futebol “já levaram a SIC a sair da luta” e são também considerados incomportáveis pela TVI. “A Autoridade da Concorrência deve intervir neste processo, porque esta é uma matéria de concorrência entre empresas de televisão”, defendeu o secretário-geral, e porta-voz, do PSD.

A proposta da RTP será de 20 milhões de euros, segundo escreve o “Correio da Manhã” na sua edição de hoje. O valor permite que a estação pública fique com os direitos de transmissão dos jogos das duas próximas épocas da Liga Sagres que ao todo são 60 – o que quer dizer que cada jogo custará mais de 330 mil euros, sendo que o valor nem sequer inclui os jogos entre “os grandes”.

Segundo o dirigente social-democrata, “há a suspeita fundada, pelas notícias que são públicas, de que a RTP esteja a usar o saco sem fundo do dinheiro público para fechar contratos a preços que não são de mercado e esteja a pagar aquilo que o mercado da concorrência entre televisões não suporta”. Miguel Relvas assinalou que “a RTP tem metade do tempo de publicidade” das suas concorrentes e considerou que “este tipo de atitudes não cabe na noção do serviço público”.

“É objectivamente um desvio e má gestão de dinheiros públicos, que se acentua de uma forma gravíssima no momento que o país atravessa. É inaceitável que uma empresa de capitais públicos se envolva em situações desta dimensão”, criticou.

Para além de defender que “a Autoridade da Concorrência tem de intervir neste processo, que não é de regulação, é de concorrência”, o secretário-geral do PSD pediu à administração da RTP “muito cuidado e pudor a mexer nos dinheiros públicos”. “Pede-se à administração da RTP moralidade na gestão dos dinheiros públicos”, reforçou.

À Lusa, a RTP garantiu que ainda está a trabalhar na proposta de compra, distanciando-se de críticas ou comentários feitos sobre valores.

"A RTP ainda não apresentou nenhuma proposta", disse a directora de comunicação, Marina Ramos, estranhando que surjam notícias sobre valores concretos. "Não comentamos processos em curso, apenas comentaremos quando houver resultados do concurso", reiterou fonte oficial do canal público de televisão.

As propostas das estações de televisão são entregues na segunda-feira e o PÚBLICO apurou que só a RTP e a TVI estão na corrida.

Notícia actualizada às 19h59