FMI manda missão para Atenas na segunda-feira

Grécia abre portas a pedido de apoio internacional

Atenas diz que esta iniciativa não é um pedido de ajuda
Foto
Atenas diz que esta iniciativa não é um pedido de ajuda Nuno Ferreira Santos / Arquivo

A Grécia pediu para iniciar discussões com a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre um programa de políticas económica. Este pedido poderá estar relacionado com o desencadear do plano de resgate aprovado no último fim-de-semana pelo Conselho Europeu.

O FMI já respondeu ao pedido grego, avançando que enviará uma missão para Atenas já na próxima segunda-feira.

“Na sequência do pedido das autoridades gregas, dei o meu acordo para enviar uma equipa do FMI a Atenas para iniciar conversações nesta próxima segunda-feira sobre as políticas que poderão servir de base a uma assistência financeira do Fundo, se as autoridades avançarem com esse pedido”, declara Dominique Strauss-Kahn, secretário-geral do FMI, em comunicado.

Strauss-Kahn refere, por enquanto, a Grécia ainda não formalizou um pedido de ajuda financeira.

Recorde-se que os países da Zona Euro anunciaram no domingo passado possibilidade de assegurar um financiamento à Grécia, até 30 mil milhões de euros (as necessidades imediatas do país), a uma taxa próxima de cinco por cento. O FMI poderá assegurar um terço das verbas e terá um papel importante ao nível da "assistência técnica" ao país.

Actualizado às 15h30