Portugal sem interlocutores

Portugal está, neste momento, sem interlocutor directo na Man Ferrostaal, apurou o PÚBLICO. Os dois primeiros interlocutores, Hans Weretecki e Antje Malinowski, foram afastados de funções após terem sido acusados de burla pelas autoridades portuguesas no processo das contrapartidas dos submarinos. Recentemente, o grupo nomeara Klaus Lesker para as mesmas funções. Foi entretanto detido pelas autoridades alemãs no âmbito da investigação naquele país a operações de venda de submarinos a diversos países. Lesker já tinha sido detido no ano passado por causa do processo português, mas seria libertado com uma fiança. Foi agora detido, segunda vez.