Eurobarómetro

Mais de metade dos portugueses nunca pratica desporto

A falta de tempo é a razão mais apontada
Foto
A falta de tempo é a razão mais apontada Ana Maria Coelho (arquivo)

Desporto não é com os portugueses. Um inquérito desenvolvido pelo Eurobarómetro junto dos países na União Europeia revelou que 55 por cento dos portugueses nunca pratica desporto, quando a média dos países europeus fica nos 39 por cento. Este é o terceiro valor mais baixo da União Europeia.

Além disso, apenas 31 por cento dos portugueses diz praticar actividade física com alguma regularidade, isto é, entre uma e quatro vezes por semana. Na UE o número é de 38 por cento. Contudo, nove por cento dos inquiridos respondeu que pratica desporto pelo menos cinco vezes por semana, exactamente a mesma percentagem que na Europa.

Ao contrário de portugueses os irlandeses não conseguem estar quietos. Cerca de 23 por cento dos cidadãos da Irlanda pratica desporto cinco vezes por semana ou mais. Por seu lado, Suécia, Finlândia e Dinamarca obtêm os resultados mais elevados na prática de exercício físico regular (uma a quatro vezes por semana). Os mais “preguiçosos” são a Grécia (67 por cento nunca pratica), Bulgária (58) e Itália (55), onde apenas três por cento dos cidadãos pratica exercício cinco ou mais vezes por semana.

No que diz respeito a diferenças entre sexos, os homens praticam mais desporto do que as mulheres e a faixa etária dos 15 aos 24 anos é a que apresenta uma maior assimetria. O inquérito permitiu também perceber que, a nível europeu, há uma relação entre o estatuto socioeconómico e a actividade física: 64 por cento das pessoas que abandonaram a escola aos 15 anos afirma que nunca pratica desporto. Nas pessoas que deixaram o sistema de ensino com mais de 20 anos a taxa desce para os 24 por cento.

Sobre os motivos que levam os portugueses a não praticar desporto com regularidade, 37 por cento dos inquiridos respondeu que não tem tempo, seguindo-se a responde de que é “demasiado caro” – o que na média europeia merece apenas cinco por cento das respostas.

“É animador saber que muitos europeus levam a sério o desporto e a actividade física, mas precisamos de envidar mais esforços para encorajar os cidadãos que são inactivos. Numa sociedade que envelhece, é importante ajudar os cidadãos a permanecer saudáveis durante mais tempo”, afirmou, em comunicado, a comissária europeia responsável pelo desporto, Androulla Vassiliou.

O inquérito foi feito ao longo de 2009 e contou com 27 mil entrevistas a cidadãos de todos os Estados-membros. Em Portugal foi realizado em Outubro de 2009 e contou com a participação de 1031 pessoas.

Sugerir correcção