Seis em cada dez jovens assumem delinquência

Foto
Delinquência juvenil aumenta

Seis em cada dez jovens portugueses que frequentam o ensino secundário reconheceram já ter praticado um ou mais delitos. Destes, dez por cento admitiram que, concluída essa fase dos estudos, continuaram a recorrer aos comportamentos delinquentes. Esta conclusão foi revelada ontem pelo Observatório de Delinquência Juvenil, durante as Jornadas de Segurança, realizadas em Lisboa.

Segundo Josefina Castro, uma das responsáveis do observatório, o estudo realizado incidiu sobre 2600 alunos com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos. Uma das principais conclusões a que se chegou é que a delinquência juvenil, que no ano passado terá aumentado dez por cento face a 2008, se manifesta com mais intensidade até aos 17 anos.

O estudo incidiu em escolas das áreas metropolitanas de Lisboa, Setúbal e Porto, tendo-se concluído ainda que as situações mais preocupantes foram detectadas no Sul do país, onde foram registadas diversas situações de "luta em grupo, agressão e brigas". Outra das conclusões é a de que a delinquência em forma de crime, como o roubo com recurso a armas e os furtos em estabelecimentos, é mais praticada pelos rapazes. Os comportamentos desviantes, como o consumo de drogas, são comuns aos dois géneros. Lusa

Sugerir correcção