Cantor e compositor de culto, o americano Mark Linkous, mentor do projecto Sparklehorse, suicidou-se no sábado

Foto

Disaparou à queima roupa sobre si próprio. Em 1996, no final de uma digressão com os Radiohead, tentou o suicídio pela primeira vez, tendo sido salvo num hospital londrino

Cantor e compositor de culto, o americano Mark Linkous, mentor do projecto Sparklehorse, suicidou-se no sábado. Disparou à queima-roupa sobre si próprio, tendo sido encontrado ainda vivo por familiares, que o transportaram para o hospital, onde viria a falecer.

Linkous começou a carreira musical nos anos 1980 com uma banda rock chamada Dancing Hoods, mas foi a partir do meio dos anos 90, com o seu grupo Sparklehorse, que ficou conhecido. Foi o álbum "Vivadixiesubmarinetransmissionplot", de 1995, que o revelou e lhe permitiu encetar colaborações, entre outros, com PJ Harvey, Tom Waits ou Daniel Johnston.

Em 1996, no final de uma digressão com os Radiohead, tentou o suicídio pela primeira vez, tendo sido salvo num hospital londrino. O ocorrido viria a revelar-se marcante, afectando-lhe a circulação nas pernas, razão pela qual viria a ser submetido a sete intervenções cirúrgicas. 

Na segunda metade dos anos 1990 e em toda a década de 2000, os Sparklehorse mantiveram-se como um dos projectos mais aliciantes da folk e rock americanos, em álbuns como "Good Morning Spider" (1998), "It's a Wondeful Life" (2001) e "Dreamt for Light Years in the Belly of a Mountain" (2006). Foi na digressão que se seguiu ao lançamento deste último, em 2006, que actuaram no Festival para Gente Sentada, em Vila da Feira.

Em 2009, o cantor desenvolveu um projecto com o músico austríaco das electrónicas, Fennesz, do qual viria a resultar "In The Fishtank". Já o ano passado desenvolveu outra colaboração, na companhia do produtor DangerMouse e do realizador David Lynch, que viria a receber o nome de Dark Knight Of The Soul. Um projecto que acabou por ser recusado pela multinacional EMI, mas que viria a obter sucesso na internet. A semana passada foi noticiado que o disco irá ser finalmente editado na sua versão física, em CD, no próximo Verão. Um novo disco dos Sparklehorse estava também previsto para este ano.