A bordo do satélite Chandrayaan-1

Radar da NASA detecta gelo no pólo Norte da Lua

As crateras descobertas pelo radar Mini-SAR
Foto
As crateras descobertas pelo radar Mini-SAR NASA

Um radar norte-americano lançado a bordo do satélite indiano Chandrayaan-1 detectou crateras com depósitos de gelo perto do Pólo Norte da Lua, anunciou a NASA (agência espacial norte-americana).

O radar Mini-SAR da NASA descobriu depósitos de gelo em mais de 40 pequenas crateras, com tamanhos que vão dos 1,6 aos 15 quilómetros de diâmetro, informa a agência em comunicado. A missão deste radar é mapear e caracterizar esses depósitos.

“Ainda que a quantidade total de gelo dependa da sua espessura em cada cratera, estimamos que poderemos estar a falar de 600 milhões de metros cúbicos de água gelada”, acrescenta o comunicado.

A descoberta feita pelo radar da NASA, que pesa menos de dez quilos, “mostra que Lua é um destino ainda mais interessante e cativante, ao nível científico, exploratório e operacional, em relação ao que as pessoas pensavam”, comentou Paul Spudis, líder do projecto Mini-SAR no Instituto Lunar e Planetário de Houston, no Texas.

"As múltiplas medições e os dados obtidos por instrumentos de várias missões lunares indicam que a criação, migração, deposição e retenção de água está a acontecer na Lua", acrescentou.

O radar realizou, no ano passado, a cartografia das crateras polares da Lua, invisíveis a partir da Terra porque estão escondidas em permanência pela obscuridade. O interior de inúmeras crateras perto dos pólos da Lua estão permanente à sombra da luz solar. Estas áreas são muito frias, o que ajuda a manter estabilizado o gelo.

“Depois de analisar os dados, a nossa equipa científica concluiu haver uma forte indicação a favor de água gelada, uma descoberta que fornecerá às futuras missões um novo objectivo para explorar mais além”, disse Jason Crusan, do Directório das Operações Espaciais da NASA, em Washington. A descoberta surge algumas semanas depois de o Presidente norte-americano Barack Obama ter renunciado à ambição de um regresso dos astronautas à Lua.

A descoberta do radar, que será publicada na revista “Geophysical Research Letters”, corrobora outras conclusões emitidas pelos instrumentos da NASA e deverá ajudar a compreender melhor as múltiplas formas que a água pode assumir na Lua. Até agora eram melhor conhecidos os depósitos de gelo no Pólo Sul da Lua.

O satélite indiano Chandrayaan-1 foi lançado em Outubro de 2008 com a missão de orbitar dois anos em redor da Lua.

Notícia alterada às 15h43