Liga

Agora vai ser o Sporting a correr atrás do V. Guimarães

Andrezinho foi o autor do único golo do encontro
Foto
Andrezinho foi o autor do único golo do encontro

Antes do apito final, a tabela classificativa atribuía 27 pontos à União de Leira e outros tantos ao V. Guimarães. Antes do apito final, o saldo de confrontos esta época assinalava um empate (2-2) na primeira volta da Liga. Depois do apito final, os vimaranenses saíram por cima neste duelo europeu (1-0), graças a um penálti que mudou a face do jogo.

O que estava em causa no Estádio Magalhães Pessoa era nada mais nada menos que o quarto lugar. Uma vitória, fosse de quem fosse, permitia passar a perna ao Sporting na tabela, pelo menos até amanhã à noite, quando os “leões” receberem o FC Porto.

Excepção feita a um cabeceamento inofensivo de Roberto logo no início da partida, no primeiro tempo deu mais União de Leiria do que V. Guimarães. Não é que o caudal ofensivo tenha sido gritante, mas a formação da casa acercou-se mais vezes da área de Nilson e Ronny até pôs o guarda-redes brasileiro à prova na marcação de um livre directo. Marco Soares tentaria fazer o mesmo já em cima do intervalo, mas o remate saiu-lhe muito por cima.

O “sumo” do jogo estava reservado para a segunda parte. Logo a abrir, oportunidades de golo de parte a parte, a mais flagrante por Roberto aos 54’, a rematar cruzado e frouxo já na área. Depois, aos 58’, Nuno Assis isolou-se, passou pelo guarda-redes e o árbitro Jorge Sousa assinalou grande penalidade. Hélder Godinho foi expulso, Lito Vidigal teve de prescindir de Carlão para lançar Mika na baliza e Andrezinho inaugurou o marcador.

Reduzido a dez, o Leiria ainda esboçou uma reacção: o ponto alto foi um livre indirecto de Ronny com um cabeceamento na área a que Nilson respondeu com brilho. Mas o V. Guimarães soube explorar os flancos e o cansaço do adversário, penetrando na área e obrigando o estreante Mika a estirar-se por mais do que uma vez.

Aos 91’ (num jogo que teve nove minutos de desconto), Zahovaiko ainda ameaçou com o empate e Nuno Assis com o 2-0. Mas foram só ameaças.