Base de licitação a partir dos 112.271 euros

Sapatos “Marylin” de Joana Vasconcelos vão ser leiloados pela Christie’s

Foto
O par de sapatos gigantesco foi construído com os tradicionais tachos portugueses DR

O par de sapatos gigantesco criado pela artista plástica Joana Vasconcelos com os tradicionais tachos portugueses vai ser leiloado em Fevereiro, pela Christie’s, em Londres, com uma base de licitação estipulada entre as 100 mil libras (112.271 euros) e 150 mil libras (168.406 euros).

Atingiu o seu limite de artigos

A liberdade precisa do jornalismo. Precisa da sua escolha.

Não deixe que as grandes questões da sociedade portuguesa lhe passem ao lado. Registe-se e aceda a mais artigos ou assine e tenha o PÚBLICO todo, com um pagamento mensal. Pense bem, pense Público.

“Post-War & Contemporary Art” (Arte do Pós-guerra e Arte Contemporânea) é o título do leilão que decorrerá na noite de 11 de Fevereiro, na King Street, avança hoje a edição online da revista “Artes & Leilões”.

Esta é a segunda vez que um trabalho de Joana Vasconcelos é leiloado no Reino Unido, No ano passado, a artista portuguesa viu a obra “Coração Independente Dourado” ser vendida por 192 mil euros.

Além das obras “Marilyn” (2009) de Joana Vasconcelos, também consta no catálogo da leiloeira a tela “The Death of the Blind Sister” (2007) de Paula Rego, pintora portuguesa radicada no Reino Unido.

“The Death of the Blind Sister”, um pastel de grandes dimensões da série “Human Cargo”, exposto em 2008 na Marlborough Gallery, em Nova Iorque, está avaliado entre 150 mil libras inglesas (168.406 euros) e 200 mil libras (224.543 euros), abaixo dos valores que a artista tem vindo a atingir, segundo a “Artes & Leilões”.

Entre Março e Maio deste ano, o Museu Colecção Berardo, em Lisboa, vai apresentar uma retrospectiva dedicada a Joana Vasconcelos intitulada “Sem Rede”, que incluirá a obra agora em leilão.