Em causa as especialidades de infecciologia, nefrologia, reumatologia e imunoalergologia

Hospital de Braga recusa novos doentes para especialidades que "não fazem parte do perfil" da instituição

O Hospital de Braga, com gestão privada desde Setembro, vai deixar de receber novos doentes para as especialidades de infecciologia, nefrologia, reumatologia e imunoalergologia, alegando que estas “não fazem parte do perfil assistencial” da instituição, segundo fonte hospitalar.

As centenas de doentes que são seguidos nesta instituição - só na consulta VIH são cerca de 600 - “continuarão a sê-lo, assegurando o hospital o serviço, tal como era assegurado até aqui”, garantiu o conselho de administração.

Os novos doentes deverão ser “encaminhados pelos centros de saúde para as unidades de saúde que constam das redes de referenciação existentes”, prossegue a administração hospitalar.

A justificação para o fim destas especialidades para novos doentes é que, “segundo a definição feita pelo Ministério da Saúde (Administração Regional de Saúde) do Norte, as especialidades de infecciologia, nefrologia, reumatologia, imunoalergologia não fazem parte do perfil assistencial do Hospital de Braga”.

Fonte hospitalar revelou que esta medida foi comunicada aos profissionais de saúde através de uma nota interna, sem que quem trabalha nos serviços que deixam de receber novos doentes a partir do dia 18 tenha sido ouvido.

A medida está a causar alguma inquietação nos profissionais deste hospital que é gerido pelo grupo Escala Braga desde Setembro de 2009, no âmbito do contrato da Parceria Público-Privada (PPP) para a construção do novo hospital, adiantou a mesma fonte.

O agrupamento “Escala Braga” - vencedor do concurso para a construção e posterior gestão por 10 anos, em regime de PPP, do novo hospital - integra as firmas José Mello Saúde, Estabelecimentos de Saúde e Assistência (ISU), a Sociedade Gestora do Hospital das Descobertas (SGHD) , a Somague Itinere - Concessões de Infra-estruturas e a Somague Engenharia, Edifer - Construções Pires Coelho & Fernandes e Edifer - Investimentos, SGPS.

O novo Hospital de Braga - em construção e com inauguração prevista para o primeiro semestre de 2011 - inclui as especialidades de infecciologia, nefrologia, reumatologia e imunoalergologia no seu perfil assistencial.

O novo Hospital Central, a edificar em terrenos anexos aos da Universidade do Minho, vai servir um milhão de pessoas, dos distritos de Braga e de Viana do Castelo.

Sugerir correcção