Shortcutz: da Bicaense a Madrid e Nova Iorque

Rui de Brito é um dos ideólogos do Shortcutz, mostra de curtas entre Lisboa, Nova Iorque e Madrid
Foto
Rui de Brito é um dos ideólogos do Shortcutz, mostra de curtas entre Lisboa, Nova Iorque e Madrid

O realizador Rui de Brito, um dos "ideólogos", não lhe chama um festival, prefere a palavra "movimento"

A partir de Janeiro, Lisboa acolherá, semanalmente, no Bicaense, na Calçada da Bica, o Shortcutz. O que é o Shortcutz? Concretamente, são três curtas-metragens por sessão, duas a concurso e outra trazida por convite. Todos os meses, uma delas será premiada e o(s) seu(s) autor(es) irão divulgá-la nos media associados (a Sic Radical está já confirmada) e viajarão para a mostrar em Nova Iorque e Madrid, cidades onde as sessões, a partir de Março/Abril de 2010, estarão instaladas nos mesmo moldes que em Lisboa.

O realizador Rui de Brito, um dos "ideólogos", não lhe chama um festival, prefere a palavra "movimento": "Não queremos aquele formato em que as pessoas se sentam numa sala, vêem as curtas e acabou. Queremos que as pessoas sintam que estão lado a lado com as pessoas do meio, que podem discutir ideias. Queremos novas formas de divulgar e ver cinema". Daí a escolha do local para as exibições recair na informalidade de um bar, daí a obrigação de, em cada sessão, estarem presentes convidados do meio cinematográfico que possam partilhar a sua experiência com os presentes.

As sessões, que acontecerão às terças-feiras, têm início marcado para 5 de Janeiro. "F.R.U.N.C", de Paulo Prazeres, "Anesthesia", de Paulo Varela, e "Papá Wrestling", de Fernando Alle, são algumas da primeiras curtas a ver. Será o concretizar de uma ideia que nasceu no seio da SubFilmes, a produtora fundada em 1998 por Rui de Brito: "Procurávamos novas maneiras de potenciar os contactos que tínhamos na área. Sair da produção de conteúdos para televisão e chegar a outras áreas e outros países". Sem quaisquer restrições quanto ao material entregue a concurso, a selecção das curtas estará a cargo de um grupo que "reflicta várias sensibilidades". Será composto, entre outros, pelo próprio Rui de Brito e Cláudia Marques Santos, da Subfilmes, pelo jornalista Miguel Somsen, pelo músico David Fonseca ou pelo actor Ivo Canelas.

O objectivo do Shortcutz, afirma Rui de Brito, é combater a passividade e estimular a competitividade. Criar uma rede de cidades, inicialmente Lisboa, Nova Iorque e Madrid, e pô-las em contacto entre si, partilhando experiências e dinamizando a criatividade. Um intercâmbio artístico com o Shortcutz como língua franca - que, de resto, se integra num projecto múltiplo: "O Labz, que tem uma plataforma internacional de cultura urbana, nas mais diversas áreas. O que fazemos com curtas-metragens no Shortcutz, o Labz está a preparar, nos mesmos moldes, para música".