Carvalhal: “Estamos a recuperar das dificuldades passo a passo”

Foto
"“Estamos em Dezembro e o Sporting está nas quatro competições, está tudo em aberto e em Maio fazemos o rescaldo" Nuno Ferreira Santos (Arquivo)

“Compreendo a exigência à volta do treinador do Sporting, é natural, mas poucas pessoas têm compreendido a posição do treinador, que encontrou vários problemas e uma densidade competitiva grande e essas dificuldades são recuperadas passo a passo, com resultados não exuberantes, mas com resultados”, disse em conferência de imprensa.

O técnico, que garantiu que o médio russo Marat Izmailov está a 100 por cento, defendeu que todos os jogos são importantes, lembrando que a vida do Sporting “não tem sido fácil”, mas que o grupo tem vindo a ultrapassar os obstáculos. “Espero a equipa num nível superior ao último jogo, com a mesma motivação e ambição, melhorando a qualidade. Passo a passo, grão a grão enche a galinha o papo”, disse.

Em relação ao adversário, a União de Leiria, Carlos Carvalhal defendeu que é uma equipa “difícil e que pratica bom futebol”, dando especial destaque aos argumentos ofensivos, referindo que a equipa vai procurar explorar as fragilidades do oponente.

Carvalhal voltou a defender que o grupo de trabalho não pensa na distância pontual nem nos jogos seguintes, garantindo que a focalização está apenas no próximo adversário. “Entrámos no clube a não depender de nós, mas o que depende de nós temos que o fazer: jogar para ganhar. Estamos focados no que depende nós”, disse. “Estamos em Dezembro e o Sporting está nas quatro competições, está tudo em aberto e em Maio fazemos o rescaldo. Aí é que se tiram as conclusões”, acrescentou.

O técnico, que ainda não perdeu no comando do Sporting, não quis fazer comentários sobre eventuais entradas ou saídas no mercado de Inverno, explicando que esse dossier está nas mãos do presidente José Eduardo Bettencourt. Carlos Carvalhal disse ainda que a segunda parte em Setúbal foi mais “conservadora”, pois a equipa apresentava alguma ansiedade por não vencer para o campeonato há vários jogos, comentando também a situação do relvado do estádio José Alvalade. “Eu sou treinador, há pessoas responsáveis por essa área. Os responsáveis já disseram tudo o que tinham a dizer e o que resolverem será bem resolvido. Sou pago para arranjar soluções e não problemas ou desculpas”, concluiu.

O Sporting recebe, sábado, a União de Leiria, às 17h00, em encontro da 13.ª jornada da Liga.