Bangladesh precisa de dez mil milhões de dólares contra as alterações climáticas

Ciclones e cheias são um problema já presente para o Bangladesh
Foto
Ciclones e cheias são um problema já presente para o Bangladesh Andrew Biraj/Reuters

O Bangladesh precisa de dez mil milhões de dólares (6,7 mil milhões de euros) nos próximos quatro anos para enfrentar extremos climáticos como secas, cheias e furacões. A estimativa foi avançada à agência France Presse pelo ministro do Ambiente do Bangladesh, Hasan Mahmud, que reivindica que os países desenvolvidos paguem a factura.

“Estamos a pagar o preço das emissões de gases com efeito de estufa dos países ricos e desenvolvidos, que nos devem uma compensação".

O Governo do Bangladesh já tinha apresentado um valor indicativo de cinco mil milhões de dólares (3,4 mil milhões de euros), a ser discutido durante a próxima cimeira climática, em Dezembro, em Copenhaga. Agora, duplicou a estimativa. “Precisamos de pelo menos dez mil milhões de dólares nos próximos quatro anos para nos adaptarmos e lutarmos contra os impactos das alterações climáticas no nosso país”, disse Hasan Mahmud.

O Bangladesh é considerado como um dos países mais vulneráveis às alterações climáticas. Segundo o ministro do Ambiente, são necessárias verbas para dragar rios, construir diques, estradas e abrigos, e para plantar árvores ao longo da costa.