Restrição estava em vigor há 22 anos

EUA anulam proibição que impede a entrada de seropositivos no país

O actual estado de coisas foi revertido pela Administração Obama
Foto
O actual estado de coisas foi revertido pela Administração Obama Larry Downing/Reuters

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou o levantamento de uma proibição imposta há 22 anos – durante a Administração Reagan – que impede a entrada no país de pessoas infectadas com o vírus HIV.

“É uma medida que levará muita gente a fazer testes médicos e a avançar com tratamentos, e é uma decisão que manterá unidas muitas famílias e que salvará vidas” disse Obama ao final do dia de ontem. “Se queremos liderar a luta contra a sida, temos que ser consequentes.”

Obama explicou que a medida será oficializada na segunda-feira e deverá entrar em vigor no início de 2010 e considerou que quem impôs esta restrição há 22 anos actuou baseando-se “mais no medo do que nos factos”.

Para além dos EUA, outros 12 países aplicam esta proibição: Arménia, Arábia Saudita, Brunei, Iraque, Coreia do Sul, Moldávia, Omã, Rússia, Ilhas Salomão, Sudão, Iémen e Qatar.

Uma das consequências desta proibição agora anulada pela Administração Obama, foi a de que os EUA deixaram de acolher encontros internacionais sobre sida, onde participam muitos seropositivos. Agora, o mais provável é que uma cidade norte-americana acolha a Conferência Mundial sobre Sida em 2012.