Torne-se perito

Apresentada edição da Bíblia “sem aditivos” com Samuel Úria a cantar “Saramago é bom”

Foto

"A Bíblia não é um manual de costumes", disse Francisco José Viegas a propósito da polémica aberta por Saramago. Robô iniciou a cópia do Novo Testamento

Uma Bíblia "sem aditivos". Foi assim que Timóteo Cavaco, da Sociedade Bíblica Portuguesa, se referiu à nova tradução da Bíblia ontem apresentada em Lisboa. Ao mesmo tempo, era inaugurada a exposição com o robô que escreverá o texto do Novo Testamento durante nove semanas. E o músico Samuel Úria cantava uma canção de há dez anos, que diz "Saramago é bom, mas não te dá a salvação. Quem tem medo de Lobo Antunes devia ter temor a Deus".

A Bíblia Para Todos não tem capítulos, versículos ou notas. O texto surge "tal qual foi escrito", diz Cavaco. Traduzido por uma equipa de católicos e protestantes, estará disponível em breve no site www.abibliaparatodos.pt. Aqui haverá conteúdos regularmente actualizados, permitindo a leitura do texto, a consulta de notas, a escuta em áudio de alguns excertos, mapas sobre as regiões tratadas nos textos e infografias relativas a alguns acontecimentos.

Guilhermina Gomes, responsável das editoras Círculo de Leitores e Temas e Debates, que editam a obra, referiu que a Bíblia não é lida nos países de tradição católica. E como responsável também pela edição de José Saramago, disse que a polémica é sempre interessante, desde que leve as pessoas a ler também a Bíblia.

O escritor e editor Francisco José Viegas apresentou a nova edição e não evitou a polémica a propósito das declarações de Saramago. "A Bíblia não é um manual de costumes", disse Viegas, que se definiu como alguém "inquietado pela Bíblia".

"Há um conforto que vem da inquietação" que a leitura do texto bíblico provoca, disse. E a leitura deve levar o leitor a perder-se. Citou um rabi judeu: "Não perguntes o caminho a quem o conhece, pois de contrário não te poderás perder". A leitura da Bíblia, tal como as críticas, é interminável, disse ainda. Por isso seria "confrangedor" remeter o texto para as "velharias da humanidade".

Depois da apresentação da nova edição, foi inaugurada a exposição A Bíblia Para Todos. A estrela principal é o robô copista, instalação artística criada por três alemães. Até 21 de Dezembro, o bios [Bíblia] estará a copiar, letra a letra, o Novo Testamento, parte da Bíblia exclusiva dos cristãos, usando um tipo de letra gótico do Sul da Europa no século XVI.

Na exposição pode ver-se também um dos exemplares da Bíblia Manuscrita, copiada em 2004 por quase 100 mil portugueses. Uma das cópias será entregue à Biblioteca Nacional, outra à Biblioteca de Alexandria (Egipto) e a terceira está a ser terminada num scriptorium na própria exposição.

O robô escrevia o versículo 14 do capítulo 6 do evangelho de Mateus: "Se perdoarem aos outros as suas ofensas, o vosso Pai celestial também vos perdoará".

Sugerir correcção