Receitas de quotizações com recorde de 4,4 milhões

Foto
Foto: Enrique Vives Rubio

O valor de quotas registado pela Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Sporting representa 75 por cento das quotas totais angariadas pelo clube, indica o documento.

No relatório e contas 2008/2009, hoje publicado no sítio Internet da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD do Sporting adianta que o aumento de receitas se deve fundamentalmente à angariação de 2315 novos sócios e à recuperação de 3180 sócios que tinham quotas em atraso.

Apesar deste valor recorde, as quotizações estão longe de ser a principal rubrica de receitas, lugar ocupado pelos direitos televisivos que, apesar de uma quebra de 4,41 por cento, representa uma receita de mais de 10,77 milhões de euros.

A venda de bilhetes de época rendeu 6,71 milhões de euros à Sporting SAD na época passada (menos 14,5 por cento) e o montante de patrocínios e publicidade ascendeu a 6,09 milhões de euros, só depois surgindo as receitas de quotização, segundo o relatório.

As receitas de bilheteira quedaram-se em cerca de 3,49 milhões de euros, uma redução de 25,1 por cento face ao exercício anterior.

O documento explica que a redução das receitas de bilhetes para toda a época se deveu ao aumento de preço dos destinados a não sócios, o que penalizou as suas vendas, enquanto a quebra nas receitas de bilheteira se justificou em grande parte pela diminuição do número de jogos.

Relativamente a outras receitas, destaque para as relativas à presença da equipa do Sporting em competições da UEFA, que atingiram um novo recorde para a SAD, excedendo ligeiramente os 10 milhões de euros.