Um dos cinco elementos eleitos pela AR

Miguel Oliveira da Silva é o novo presidente do Conselho de Ética

Foto
Carlos Lopes (arquivo)

Miguel Oliveira da Silva foi hoje eleito presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, na primeira reunião dos novos elementos deste órgão de consulta da Assembleia da República, disse à Lusa fonte do CNECV.

Para vice-presidente foi escolhido Michel Renaud, designado para o Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV) pela Academia de Ciências de Lisboa.

A eleição dos responsáveis e a adaptação do regulamento foram os únicos temas da reunião de hoje, que se realizou cerca de mês e meio depois da posse da nova direcção.

Miguel Oliveira da Silva é um dos cinco elementos eleitos pela Assembleia da República para fazer parte do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida.

O CNECV é ainda constituído por cinco elementos designados pelo Governo e por oito personalidades indicadas pelas ordens profissionais (médicos, enfermeiros, biólogos e advogados), pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, pela Academia de Ciências de Lisboa, pelo Instituto de Medicina Legal e pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

O Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida é um órgão consultivo independente que funciona junto da Assembleia da República e que tem por missão analisar os problemas éticos suscitados pelos progressos científicos nos domínios da Biologia, da Medicina ou da Saúde em geral e das Ciências da Vida.

Sugerir correcção