Convergência com a União Europeia

Portugal ocupa o segundo pior desempenho de 2000 a 2010

A economia portuguesa vai crescer, nesta década, apenas 3,2 por cento em termos acumulados, afirma o último relatório da Unidade Técnica de Apoio Orçamental, os peritos contratados pelas Assembleia da República para dar apoio técnicos aos deputados.

"Quando se analisa o crescimento total acumulado, em termos reais, entre 2000 e o previsto para 2010, verifica-se que Portugal ocupará o segundo pior lugar da União Europeia a Quinze, aumentando 3,2 por cento a produção do nosso país em termos acumulados na primeira década do século XXI", diz o relatório a que a Agência Lusa teve acesso.

No último lugar, encontra-se a Itália, com um crescimento ecumulado de apenas 2,6 por cento nos últimos dez anos.

A análise é feita com base nos valores oficiais, a que se acrescentou as estimativas da Comissão Europeia para os últimos dois anos.

Comparando com a média da UE a Quinze, Portugal está sempre pior colocado, consideram os economistas Carlos Marinheiro e Graciosa Neves: "O crescimento nulo registado em 2008 segue-se a um crescimento médio da economia portuguesa entre 2000 e 2007 de apenas 1,1 por cento, o que representa o pior crescimento médio da UE a Quinze".

Analisando o ano passado, 2009 e o próximo ano, a comparação também não é lisonjeira, uma vez que, "no cômputo destes anos influenciados pelos efeitos da crise financeira e económica, a economia portuguesa deverá apresentar, de acordo com as previsões da Comissão Europeia, uma contracção média anual de 1,5 por cento".