UNESCO integra ilha das Flores na rede mundial de Reserva da Biosfera

Foto
A ilha é a parte à superfície de um monte marinho próximo da Dorsal Média-Atlântica Paulo Ricca:

O Conselho, que está reunido na ilha de Jeju, na República da Coreia, justifica a inclusão das Flores na lista mundial de reservas da biosfera por ser a parte à superfície de um monte marinho próximo da Dorsal Média-Atlântica, criado por actividade vulcânica que começou há menos de 10 milhões de anos. Aquele organismo precisa que a reserva inclui toda a ilha, que apresenta aspectos paisagísticos, geológicos, ambientais e culturais relevantes, e ainda áreas marinhas adjacentes.

O documento refere, também, particularidades de excepcional interesse do novo sítio classificado, nomeadamente a existência de “altas escarpas que dominam a maior parte da linha da costa, que é ponteada por pequenos ilhéus”, referindo, ainda, que a área suporta a pesca tradicional e atrai turismo de qualidade, especificamente para mergulhar ou observar baleias e golfinhos, bem como para caminhadas à beira-mar.

O Conselho Coordenador Internacional aprovou, para além das Flores, a inclusão na lista de reservas de mais 21 sítios em todo o mundo, um deles o complexo Gerês/Xures, que abrange território português e espanhol. No total, são agora 553 os sítios classificados como reservas da biosfera, espalhados por 107 países.

A integração das Flores no programa “A Homem e a Biosfera” é um facto “relevante” para a “protecção e valorização do ambiente nos Açores”, disse o secretário regional do Ambiente e do Mar. Álamo Meneses salientou a importância para aquela ilha e para os Açores daquela classificação, não só no plano interno, por fomentar a preservação e o usufruto ambientais, como no exterior, por ser um “excelente veículo de promoção da qualidade que realmente temos”.

Além das Reservas da Biosfera, o Arquipélago dos Açores possui áreas classificadas e reconhecidas internacionalmente por razões ambientais com o estatuto de Rede Natura 2000, Património da Humanidade, Áreas RAMSAR e Áreas Marinhas Protegidas ao abrigo da Convenção OSPAR.

Da responsabilidade da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), a rede mundial de Reservas da Biosfera inclui zonas classificadas em todos os continentes, como o Pantanal e a Amazónia (Brasil), Yellowstone e o Deserto Mojave (EUA), Monte Olympus (Grécia) e o delta do Rio Vermelho (Vietname).