Aumento da taxa de imposto para os que ganham mais

Presidente da British Airways acusa Brown de "vandalismo económico"

Martin Broughton, presidente da British Airways e da CBI (Confederação da Indústria Britânica), condenou, ontem à noite, o Governo britânico pelo aumento da taxa do imposto para aqueles que ganham mais, acusando Brown de “vandalismo económico”.

Broughton criticou o Governo por não ter estabelecido, no orçamento do último mês, um plano credível para colocar os empréstimos públicos sob controlo, e agora estar a utilizar este aumento do imposto para desviar a atenção do problema da crescente dívida do país. Estas acusações foram feitas ontem à noite no jantar anual da CBI, onde Gordon Brown esteve presente, de acordo com o Times online.

O presidente da British Airways desafiou o Governo a rever as suas prioridades e a concentrar-se nas suas actividades principais para reduzir o défice orçamental, segundo a agência Associated Press. Broughton questionou ainda a previsão económica feita pelo Tesouro britânico.

Gordon Brown, no discurso que proferiu, defendeu o aumento dos impostos para aqueles que ganham mais de 150 mil libras (170 mil euros), dizendo aos membros do CBI que não está a gostar de o fazer, tal como eles não gostam da medida. “ Mas eu digo-vos que se queremos restabelecer as contas públicas, que vêm de uma difícil recessão, em que tivemos de limpar milhares de milhões de libras como resultado das falhas na actividade bancária, onde se registou uma enorme perda de receitas fiscais em resultado das falhas no sector financeiro, bem como a perda de receitas no sector empresarial, temos um dever de agir”.