Liga

Belenenses cai com estrondo no Restelo

Rentería marcou dois golos no Restelo
Foto
Rentería marcou dois golos no Restelo Reuters (arquivo)

As nuvens negras sobre o Estádio do Restelo não eram só figuradas. Antes do início da recepção do Belenenses ao Sp. Braga o céu carregado não era bom prenúncio para os “azuis”, e os piores prognósticos acabaram por ser concretizados pelos minhotos. A goleada dos minhotos foi KO completo.

O jogo terminou com um resultado dos antigos: 0-5 para o Sp. Braga. E um Belenenses cada vez mais perto da descida.

Nem a eleição da lista de Viana de Carvalho para a direcção do Belenenses – e a promessa de regularizar os salários em atraso – serviu de estímulo à equipa do Restelo, que conseguiu apenas quatro empates e uma vitória até agora na segunda volta.

No entanto, como que a querer contrariar todas as previsões, até foi o Belenenses que criou a primeira ocasião de perigo, aos 8’, com Zé Pedro a colocar em Roncatto. Valeu a saída da baliza de Eduardo para resolver a situação. À passagem do quarto de hora da primeira parte, depois de uma primeira ameaça, Paulo César e Renteria – os dois protagonistas da noite – colocaram os visitantes em vantagem. O primeiro cruzou para o segundo inaugurar, de cabeça, o marcador.

O céu carregado desabou sobre o Restelo ao intervalo. Em pouco mais de um quarto de hora – o tempo que demorou a marcar o primeiro golo, o Sporting de Braga matou o jogo, naquilo que terá parecido um pesadelo aos adeptos “azuis”. Paulo César (isolado por César Peixoto), Renteria (rouba a bola e tira proveito da passividade da defesa adversária), outra vez Paulo César (a concluir uma bela jogada do ataque bracarense) e Alan (depois de uma primeira defesa de Júlio César) levaram o Sporting de Braga à mão cheia de golos e atropelaram as aspirações que o Belenenses ainda tivesse na partida.

A partir daí, e já sem chuva, o Sporting de Braga só teve de gerir o resultado, enquanto a equipa de Jaime Pacheco esboçava uma tímida reacção. Uma bola na trave da baliza de Eduardo, num livre marcado por Zé Pedro, foi o melhor que os “azuis” fizeram.

Com a goleada de hoje, o Braga subiu ao quarto lugar (com os mesmos pontos que o Nacional mas tem vantagem no confronto directo), enquanto o Belenenses é cada vez mais último – está a quatro pontos do Vitória de Setúbal – e já não depende só dele para continuar na Liga. A recepção ao Rio Ave, na próxima jornada, assume contornos de vida ou morte para os “azuis”, que terminam o campeonato frente ao Benfica, na Luz.

Ficha de jogo

Belenenses 0


Sp. Braga 5


Jogo no Estádio do Restelo, em Lisboa. Assistência cerca de 2.000 espectadores.
Belenenses Júlio César, C. Costa (Mano, 69’), Ávalos, Diakité, Tininho, Gabriel Goméz, Silas, José Pedro, Saulo, Wender (Vinicius, 59’) e Roncatto (Marcelo, 57’).
Sp. Braga Eduardo, João Pereira (Luís Aguiar, 69’), André Leone, Frechaut, Evaldo, Filipe Oliveira, Alan, Mossoro (Matheus, 56’), César Peixoto, Paulo César (Edimar, 62’) e Rentería.
Árbitro Jorge Sousa, do Porto.
Amarelos Gabriel Goméz (24’), Cândido Costa (58’), José Pedro (62’) e Andre Leone (85’).
Golos 0-1, por Rentería, aos 14’; 0-2, por Paulo César, aos 52’; 0-3, por Rentería, aos 53’; 0-4, por Paulo César, aos 60’; 0-5, por Alan, aos 66’.