Setúbal procura urgentemente pontos na Reboleira

a O Vitória de Setúbal vai esta tarde à Reboleira enfrentar um dos três únicos adversários da Liga que conseguiu vencer esta época. No penúltimo lugar da tabela, os sadinos querem interromper um ciclo de sete jornadas sem triunfos (desde 24 de Novembro de 2008 que não ganham), mas terão, para tal, de contrariar um fase positiva do Estrela da Amadora, que não é derrotado há cinco partidas para o campeonato."Há muita vontade de trabalhar e de ganhar apesar das dificuldades, mas vamos entrar numa fase de luta pelos pontos", garantiu Carlos Cardoso, treinador do Vitória, que qualificou as próximas 14 rondas como "14 finais". A atravessar uma crise financeira e directiva, os setubalenses estão de momento sem direcção, após a renuncia da comissão de gestão liderada por Luís Lourenço. Problemas dramáticos que o técnico vitoriano, profundo conhecedor do clube e dos seus sócios, considera que seriam parcialmente resolvidos caso se confirmasse "a permanência do clube na Liga". Entretanto, um grupo constituído por mais de uma centena de associados do Vitória solicitou anteontem à noite a realização de uma assembleia geral para apurar a actual situação do clube, nomeadamente o processo de constituição de uma nova comissão de gestão.
Também a atravessar problemas financeiros graves, com cinco meses de ordenados em atraso aos jogadores, o Estrela está mais desafogado na classificação, ocupando o nono lugar. "Vai ser um jogo complicado, porque é um encontro extremamente importante para as duas equipas: o Setúbal quer sair dos lugares de despromoção e nós queremos dar um salto qualitativo", analisou Lázaro Oliveira, treinador da equipa da Amadora.
Em relação ao "onze" titular, o técnico será obrigado a mexer na defesa, face à lesão de Vidigal e Mustafá que têm sido os habituais companheiros de Nuno André Coelho no eixo. Vítor Vinha é o principal candidato ao lugar.
Novidades também no centro da defesa devem surgir do lado do Vitória, onde será provável a estreia de Zoro, emprestado pelo Benfica até ao final da temporada. "Já deu para perceber que é um grande profissional", referiu ontem Carlos Cardoso, não escondendo o seu agrado por poder contar com este reforço.