Durante o fim-de-semana

Moçambique: Interceptados dois autocarros com 64 crianças por suspeita de tráfico humano

As alegadas vítimas disseram estar a ser levadas para escolas islâmicas na cidade da Matola, nos arredores da capital Maputo
Foto
As alegadas vítimas disseram estar a ser levadas para escolas islâmicas na cidade da Matola, nos arredores da capital Maputo Fernando Veludo (Arquivo)

Durante o fim-de-semana, a polícia do Distrito de Caia, na província de Sofala, no centro de Moçambique interceptou dois autocarros que transportavam 64 crianças, por suspeita de tráfico humano.

Segundo o Jornal de Notícias, o primeiro dos dois veículos levava 23 crianças, com idades compreendidas entre os sete e os 17 anos, que estavam alojadas no gabinete de Atendimento às mulheres e Crianças na capital de Sofala, Beira. No mesmo autocarro seguia um homem que se encontra sob custódia policial. Quanto às restantes 41 crianças, foram encontradas a viajar noutro autocarro durante o dia de ontem.

As alegadas vítimas afirmaram estar a ser levadas para escolas islâmicas, as chamadas madrassas, na cidade da Matola, nos arredores de Maputo, a capital do país.

De acordo com a notícia do JN, já não é a primeira vez que esta situação se verifica. Em Janeiro, um autocarro, que supostamente transportava 40 crianças para escolas em Maputo, foi igualmente interceptado. Na altura, a comunidade islâmica do país negou qualquer relacionamento no caso.

Sugerir correcção