Garantia de Ana Paula Vitorino, no local do acidente

Governo garante manutenção da linha do Tua

A possibilidade da construção da barragem punha em causa a linha
Foto
A possibilidade da construção da barragem punha em causa a linha Paulo Ricca

O Governo considera que a Linha do Tua é “importante para a mobilidade na região” e vai manter a sua operacionalidade “com ou sem a construção da barragem” que a EDP projectou para o troço terminal do vale.

De visita ao local do acidente de hoje, que provocou um morto, a secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, afastou liminarmente o cenário de encerramento definitivo da linha, embora tenha anunciado a suspensão da circulação por tempo indeterminado de modo a que se possa avançar “com estudos capazes de verificar os problemas existentes e garantir a segurança” dos passageiros.

Para o efeito, Ana Paula Vitorino sugere a necessidade de averiguações mais exaustivas e rigorosas do que as que foram feiras na sequência dos anteriores acidentes na linha, nem que para o efeito seja preciso recorrer ao saber de “técnicos especializados estrangeiros”.

Para a secretária de Estado, a sucessão de acidentes é “estranha” porque, pelo seu conhecimento, nada parece provar a existência de deficiências profundas na infra-estrutura.