Benfica cede novo empate frente ao Leixões (0-0)

Foto
José António Camacho Nuno Ferreira (arquivo)

A jogar em casa com um dos últimos classificados do campeonato, a equipa de José António Camacho não conseguiu impor o seu jogo, cedendo o segundo empate consecutivo no campeonato.

Os "encarnados" foram melhores na primeira parte e, aos 16 minutos de jogo, Nuno Gomes ainda introduziu a bola na baliza adversária, mas o árbitro anulou o golo por fora de jogo, numa decisão que provocou grande polémica no Estádio da Luz.

Paulo Costa voltou a estar em foco, aos 44 minutos, quando Léo caiu na área do Leixões, após sofrer falta de Filipe Oliveira, mas Paulo Costa considerou que a infracção foi fora da área e marcou um livre (Rui Costa atirou à barreira), depois, num primeiro momento, ter apontado para a marca de grande penalidade.

Na segunda metade do jogo , a formação de Matosinhos reagiu e esteve várias vezes perto do golo, mas sempre sem sucesso.

O Benfica tinha já perdido dois pontos frente ao Leixões na primeira jornada da época, ao empatar a uma bola no Estádio do Mar, em Matosinhos. No dia seguinte ao embate, o treinador Fernando Santos foi despedido.

Com 30 pontos no início da segunda volta do campeonato, o Benfica está agora a oito pontos do líder, FC Porto, que esta noite poderá aumentar a vantagem em caso de vitória frente ao Sporting de Braga.

Já o Leixões sobe provisoriamente ao 12º lugar da classificação, com os mesmos pontos do Estrela da Amadora e Boavista, e a dois pontos do Paços de Ferreira que esta tarde bateu o Marítimo por 3-1, ascendendo à nona posição.