Governo afastou o assunto da actual legislatura

Cavaco Silva: energia nuclear será discutida em Portugal "mais dia, menos dia"

Cavaco Silva esteve presente na reuinão dos Presidentes de países da UE sem funções executivas
Fotogaleria
Cavaco Silva esteve presente na reuinão dos Presidentes de países da UE sem funções executivas CarlosLopes/PÚBLICO (arquivo)
Fotogaleria

O Presidente da República, Cavaco Silva, estimou hoje que não tardará muito até que a energia nuclear comece a ser abertamente debatida em Portugal. O Governo de José Sócrates sempre declarou que não pretende discutir o assunto durante a actual legislatura.

"É difícil evitar a sua discussão. Surgirá mais dia, menos dia", disse o Presidente em Riga, capital da Letónia, à saída da conferência de imprensa do chamado "grupo de Arraiolos", que inclui os Presidentes de países da União Europeia que não têm funções executivas.

Cavaco Silva valorizou a aposta em energias alternativas, tais como a eólica, a biomassa, o biodiesel ou a hídrica, mas não acredita que sejam suficientes. "Se não for descoberta outra fonte de energia, como o hidrogénio, o nuclear terá de ser debatido em Portugal de forma mais aberta", defendeu.

O assunto acabou por ser colocado em cima da mesa pela Presidente finlandesa, Tarja Halonen, naquele que foi um dos pontos mais divergentes do encontro entre os oito Presidentes.