Poveiros venceram por 2-1

Varzim elimina Benfica da Taça de Portugal

Foto
PUBLICO.PT

Um tento de Mendonça e um auto-golo de Nelson ditaram hoje o afastamento do Benfica da Taça de Portugal em futebol. O autor do feito foi o Varzim, da Liga de Honra, com um surpreendente triunfo por 2-1 na Póvoa de Varzim.

O internacional angolano Mendonça foi o grande herói do 12º classificado da Liga de Honra — fez o cruzamento que resultou na infelicidade de Nelson e ofereceu a Diamantino Miranda uma estreia auspiciosa no comando técnico dos poveiros, frente à equipa do seu coração.

Depois de o Atlético ter eliminado o FC Porto em pleno Estádio do Dragão, agora foi a vez do Varzim ficar na história da prova, ao eliminar o Benfica, num encontro em que compensou o domínio territorial adversário com uma enorme alma e entrega.

Os encarnados — que não vencem na Póvoa há 22 anos, num total de seis desafios — foram bem mais fortes na primeira parte e podem queixar-se do azar de Nelson, mas no segundo tempo o seu domínio foi inconsequente, perante um adversário sempre muito determinado.

O Benfica pegou no jogo e quase marcou no início: colado ao segundo poste, Nuno Gomes, aos 8 minutos, optou por atrasar de cabeça para Simão, mas um defesa do Varzim cortou o lance.

No primeiro contra-ataque dos poveiros, aos 13 minutos, Mendonça fugiu pela direita e cruzou para a área, onde Nelson se antecipou aos avançados, mas, com o peito, meteu a bola na própria baliza, gelando a mancha vermelha que quase encheu o estádio.

Os benfiquistas reagiram de imediato e Anderson, de cabeça, aos 15 minutos, obrigou Ricardo a defesa de recurso na linha fatal e Pedrinho completou o alívio, afastando por alguns minutos a pressão adversária.

Personalizados, os varzinistas corriam, lutavam e não concediam espaços, até que Rui Costa, aos 30 minutos, na lateral, cruzou para a área, onde Simão, de cabeça, voou mais alto do que os centrais e desviou para fora do alcance de Ricardo.

Apesar de manter o forte ímpeto ofensivo, no segundo tempo o Benfica não criava perigo e Fernando Santos apostou em Karyaka para o ataque, aos 66 minutos (saiu Beto, com apenas um cartão amarelo quando cometeu três faltas passíveis desse castigo), mas o jogo não mudou muito.

O escândalo ficou consumado aos 77 minutos, quando Nuno Rocha cobrou um livre na lateral esquerda e Mendonça levantou a bola de cabeça, colocando-a junto ao posto mais distante.

Até ao fim, Luisão, aos 80 minutos, e Marco Ferreira, aos 86 minutos, estiveram perto do golo, mas não conseguiram evitar a derrota.

Ficha de jogo:

Jogo no estádio do Varzim SC, na Póvoa de Varzim

Varzim - Benfica, 2-1Ao intervalo: 1-1

Marcadores:1-0, Nelson, 13 minutos (na própria baliza)
1-1, Simão, 30
2-1, Mendonça, 77

Equipas:

Varzim:

Ricardo, Pedrinho, Alexandre, Pedro Santos, Nuno Ribeiro, Tito, Emanuel, Nuno Rocha, Marco Cláudio (Tiago Lopes, 84), Mendonça (Yazalde, 95) e Denilson (Neto, 90)(Suplentes: Rui Barbosa, Tiago Lopes, Campinho, Luca, Diego, Neto e Yazalde)


Benfica:

Quim, Nelson, Luisão, Anderson, Leo (Marco Ferreira, 84), Beto (Karyaka, 66), Katsouranis, João Coimbra (Mantorras, 46), Rui Costa, Simão e Nuno Gomes(Suplentes: Moreira, Miguelito, David Luiz, Paulo Jorge, Marco Ferreira, Karyaka e Mantorras)


Árbitro: Olegário Benquerença (Leiria)

Acção disciplinar: cartão amarelo para Anderson (05), Nuno Ribeiro (39), Luisão (47), Tito (48), Beto (57), Karyaka (90), Marco Ferreira (92) e Simão (93)

Assistência: Cerca de sete mil espectadores