Aveiro-Vilar Formoso

Último troço da A25 é hoje inaugurado por José Sócrates

O Governo sublinha também que, com a conclusão da nova auto-estrada, haverá uma redução dos acidentes
Foto
O Governo sublinha também que, com a conclusão da nova auto-estrada, haverá uma redução dos acidentes Luís Forra/Lusa (arquivo)

O primeiro-ministro inaugura hoje, em Mangualde, o último troço da auto-estrada entre Aveiro e Vilar Formoso (A 25), que substitui o antigo Itinerário Principal 5 (IP5) - uma das vias que tinha maior sinistralidade rodoviária.

Na cerimónia de inauguração, que terá lugar ao fim da manhã na freguesia de Boa Aldeia, estarão presentes, além de José Sócrates, o ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Mário Lino, e o secretário de Estado das Obras Públicas, Paulo Campos.

Segundo o executivo, a A25 (Concessão das Beiras Litoral e Alta) ficará com uma extensão de 178 quilómetros, ligando o litoral do país à fronteira com Espanha, e permitirá reduzir os tempos médios de percurso em cerca de 50 minutos entre Aveiro e Vilar Formoso.

O Governo sublinha também que, com a conclusão da nova auto-estrada, haverá "uma redução dos acidentes", já que o antigo IP5 era considerado "um dos pontos mais negros da sinistralidade rodoviária".

"É esperada para todo o trajecto da A25 uma redução em média de 40 por cento na taxa de acidentes com vítimas e, em paralelo, uma redução significativa da gravidade dos mesmos", refere um documento do Ministério das Obras Públicas.

Ainda em relação à A25, o executivo salienta que a fronteira com Vilar Formoso é uma das principais ligações de Portugal ao resto da Europa, no que diz respeito ao tráfego de pesados".

"Anualmente circulam nesta fronteira 33 por cento dos veículos pesados que entram e saem de Portugal", aponta um documento do Ministério das Obras Públicas.

De acordo com dados do executivo, desde Março de 2005, "já foram investidos 1,846 mil milhões de euros na concretização do Plano Rodoviário Nacional (PRN), o que se traduz na abertura ao tráfego de 353 novos quilómetros de rede, a maior parte (137,5 quilómetros) na concessão Beiras Litoral e Alta".

O Governo acrescenta que, "em projecto ou construção, estão neste momento cerca de 616 quilómetros de rede de auto-estradas do PRN 2000".