Lisboa

Biblioteca Municipal de São Lázaro reabre hoje

A autarquia anunciou a construção de quatro novos equipamentos, em Alvalade, Marvila, Campo de Ourique e Benfica
Foto
A autarquia anunciou a construção de quatro novos equipamentos, em Alvalade, Marvila, Campo de Ourique e Benfica Daniel Rocha/PÚBLICO (arquivo)

Reabre hoje ao público a Biblioteca de S. Lázaro, na freguesia da Pena, em Lisboa, após seis anos de encerramento para obras de requalificação, que implicaram, nomeadamente, o restauro integral da sala principal de leitura, que remonta ao final do século XIX.

De acordo com o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, José Amaral Lopes, a reabertura desta biblioteca municipal, que fica perto da Escola Básica nº 1, no mesmo dia em que tem início o novo ano lectivo, não é coincidência.

"Fizemos tudo para que isso acontecesse. Queremos dar um sinal claro de que o objectivo das bibliotecas municipais é tornar-se o mais próximas possível das populações, em especial das crianças, fazendo-se um grande esforço de articulação entre os pelouros da Educação e da Cultura para que isso seja alcançado", explica.

Segundo aquele responsável, irão ser construídas duas bibliotecas municipais em Alvalade e Marvila, durante 2007 e 2008, estando também a ser pensada uma biblioteca vocacionada para a população infantil no bairro de Campo de Ourique, que poderá ter lugar num dos espaços do ex-cinema Europa. Em Benfica, também foi proposto ao promotor do futuro empreendimento imobiliário a erguer na antiga Fábrica Simões, a construção de uma biblioteca como contrapartidas da obra.

Amaral Lopes também revelou que irá assinar até ao final deste mês um protocolo com uma companhia de teatro, que está a ser escolhida, para produzir no auditório da Biblioteca Orlando Ribeiro, em Telheiras, uma programação de peças destinadas ao público infanto-juvenil.

"Também até ao final de Setembro irão ser feitos protocolos com algumas companhias de teatro, como a Barraca, a Comuna, o Teatro Taborda, o Teatro Mário Viegas e o Teatro Meridional, para que atendam a uma oferta cultural mais regular destinada aos estudantes, de forma a terem acesso a peças de autores que estudam nos manuais escolares", explicou o vereador.

Amaral Lopes mantém a ideia de alargar os horários das bibliotecas municipais, durante a noite e fins-de-semana, como acontece em todas as capitais europeias, para que os estudantes possam usufruir delas para estudar e pesquisar.

"Está tudo estudado, mas é necessário rever os regulamentos e a estrutura interna da câmara para que o projecto tenha os mecanismos adequados, sob o ponto de vista regulamentar. Acredito que isso possa acontecer até ao final deste ano", concluiu.

A Biblioteca de S. Lázaro é a biblioteca municipal mais antiga de Lisboa,inaugurada em 1883. Instalada num edifício de arquitectura neoclássica erudita, preserva ainda, na sala de leitura principal, o mobiliário original e detém colecções únicas no país, no âmbito da literatura infantil.