Um negro é um branco é um negro no palco do S. João

Eles - 13 actores de origem africana - são Os Negros, de Jean Genet, na nova encenação de Rogério de Carvalho

Genet não queria que a peça fosse feita por actores brancos, mas em 1986 não havia actores negros em Portugal e Rogério de Carvalho fez a peça com os actores que havia. Vinte anos depois, Os Negros, de Jean Genet, são mesmo negros: portugueses, angolanos, moçambicanos, cabo-verdianos e são-tomenses "de um belo negro lustroso" e quase sempre com sotaque, na primeira encenação de Rogério de Carvalho para o Teatro Nacional S. João (TNSJ). Eles, os pretos, falam a partir de hoje. Normalmente é contra os brancos, mas às vezes também é contra eles. "É um texto terrível, ninguém sai daqui ileso. Mas para nós é diferente: nós sentimos na pele o que é dito aqui", diz Rogério de Carvalho.
Entre os 13 actores que compõem o elenco - Adorado Mara, Alberto Magassela, Ana Magaia, Ângelo