Benavente quer rotunda onde morreu Francisco Adam

A Assembleia Municipal de Benavente, tal como a câmara local, defende a construção de uma rotunda no entroncamento entre as estradas nacionais 119 e 118, onde, na madrugada de 16 de Abril, ocorreu o acidente que vitimou o jovem actor Francisco Adam e que acabaria por conduzir também à morte de um dos seus dois companheiros de viagem. Na sua última sessão, o órgão deliberativo municipal de Benavente aprovou uma moção em que sustenta que a construção de uma rotunda naquele local resolveria os problemas existentes.O documento, apresentado pela bancada da CDU (maioritária nos órgãos municipais), sublinha que este acidente, a juntar a outros, veio confirmar que se trata de um dos pontos negros na rede viária que atravessa o Município. Solicita, por isso, que a Direcção de Estradas de Santarém tome as providências necessárias "de modo a obstar a que se continuem a registar tão graves acidentes no referido entroncamento, com perdas de vidas e avultados danos materiais". No entender dos eleitos locais, o melhor será construir ali uma rotunda, solução que há muito é apontada, mas tem sido sempre adiada.
Considerando que na segurança rodoviária "não pode prevalecer a tendência economicista de fazer pouco por menos dinheiro", a assembleia apoia também os esforços da câmara para convencer a Estradas de Portugal a construir a rotunda. A moção foi aprovada por maioria. J.T.