Ave estava em quarentena

Governo britânico confirma caso de gripe das aves em papagaio importado do Suriname

A ave fazia parte de um lote de 148 animais do Suriname e de Taiwan
Foto
A ave fazia parte de um lote de 148 animais do Suriname e de Taiwan Wally Santana/AP

O Governo britânico confirmou hoje que foi identificado o vírus da gripe das aves num papagaio importado do Suriname, que havia sido colocado em quarentena no Reino Unido, revelou o Defra (Departamento para o Ambiente, Pescas e Alimentação).

A ave, que acabou por morrer, fazia parte de um lote misto de 148 animais do Suriname, na América do Sul, e de Taiwan, que tinham chegado a 16 de Setembro deste ano.

Segundo uma nota do Defra, o vírus H5 foi identificado nas amostras feitas a um papagaio que morreu em quarentena.

“O caso confirmado não vem alterar o estatuto de livre de doença que vigora no país porque a doença foi detectada em aves importadas, colocadas em quarentena”, explicou Debby Reynolds, da Direcção de Veterinária.

O Defra garante que todas as aves estão a ser tratadas de forma humana.

“Já tivemos acidentes semelhantes no passado, quando foram descobertas doenças que foram contidas com sucesso, resultado dos nossos programas de quarentena”, acrescentou Reynolds.

Este é o primeiro caso de gripe das aves no Reino Unido.

Esta noite, o Ministério croata da Agricultura confirmou, em comunicado, a presença do vírus da gripe das aves naquele país, em amostras retiradas a doze cegonhas encontradas mortas num lago em Zdenci.

A Comissão Europeia anunciou já que se prepara para interditar as importações aves vivas e de carne de aves da Croácia, cujo Governo garantiu, entretanto, que nenhuma ave ou produtos de aves serão exportados pela antiga república jugoslava.