Dois edifícios do antigo complexo da Torralta

Torres de Tróia já foram demolidas

Milhares de pessoas assistiram à implosão das duas torres
Foto
Milhares de pessoas assistiram à implosão das duas torres Paulo Carriço/Lusa

As torres Verde-Mar e T04, do antigo complexo turístico da Torralta, em Tróia, já foram demolidas. Às 16h00, o primeiro-ministro, José Sócrates, e o presidente do grupo Sonae, Belmiro de Azevedo, accionaram o detonador que provocou a implosão dos dois edifícios.

Milhares de pessoas assistiram à implosão das duas torres, o momento que marcou o arranque do projecto da Sonae para a península de Tróia, num investimento que ronda os 320 milhões de euros.

Para a cerimónia oficial, que teve lugar no aparthotel Rosamar, em Tróia, foram convidados o primeiro-ministro, que se fez acompanhar por outros membros do Governo, autarcas de Setúbal e de Grândola, deputados e administradores de empresas. O ex-Presidente da República Ramalho Eanes também esteve presente na cerimónia.

Naquele local e na área circundante vão nascer novos aparthotéis, 185 moradias turísticas, um centro de congressos, uma marina para 150 embarcações de recreio, um hotel de cinco estrelas, restaurantes, um casino, um parque aquático, um centro equestre e um eco-resort.

Para o dia de hoje foi montado um forte dispositivo de segurança, coordenado pelo Centro Distrital de Operações de Socorro de Setúbal.