D. José Policarpo presidiu à missa

Alverca: inaugurada a primeira igreja consagrada aos pastorinhos de Fátima

A igreja, que começou a ser construída em 2002, é consagrada aos pastorinhos beatos Francisco e Jacinta
Foto
A igreja, que começou a ser construída em 2002, é consagrada aos pastorinhos beatos Francisco e Jacinta Inácio Rosa/Lusa

Cerca de oito mil pessoas reuniram-se no estádio de futebol do Alverca para assistir à chegada da imagem de Nossa Senhora de Fátima, para marcar o dia da inauguração da primeira igreja consagrada aos pastorinhos. D. José Policarpo presidiu à missa.

O Cardeal-Patriarca de Lisboa congratulou-se pela inauguração da igreja e pelas cerca de oito mil pessoas que se deslocaram ao estádio de futebol para assistir à chegada da imagem peregrina de Nossa Senhora, transportada de helicóptero desde o Santuário.

Milhares de pessoas assistiram à missa presidida por D. José Policarpo através de um ecrã gigante colocado no exterior da igreja, inaugurada com uma largada de 180 pombas.

O templo, com capacidade para cerca de 500 pessoas, tem o segundo maior carrilhão da Europa e o terceiro a nível mundial, com 72 sinos de bronze, que pesam cerca de 40 toneladas.

A igreja, que começou a ser construída em 2002, é consagrada aos pastorinhos beatos Francisco e Jacinta, cuja canonização é aguardada para este ano.

Na homilia, D. José Policarpo congratulou-se por ter participado no conclave que elegeu o novo Papa, um momento que considera ter trazido uma visibilidade única à Igreja Católica. O Cardeal-Patriarca sublinhou a importância da presença no Vaticano de "multidões vindas de todo o mundo, que ultrapassaram obstáculos, noites em branco e horas de espera" para assistir às cerimónias fúnebres de João Paulo II e acompanhar a eleição do novo Papa.

"É um povo em movimento que atravessa a história e só fica parado quando não tem algo que o atraia. É uma peregrinação que precisa de etapas, de motivos e de lugares", considerou D. José Policarpo, na primeira missa a que presidiu, após o conclave que elegeu o Papa Bento XVI.