Feito inédito

Grécia vence Portugal e sagra-se campeã europeia de futebol

O único golo do jogo foi marcado por Charisteas, aos 57 minutos
Foto
O único golo do jogo foi marcado por Charisteas, aos 57 minutos Oliver Berg/EPA

A Grécia venceu esta noite Portugal, por 1-0, na final do Euro 2004, disputada no Estádio da Luz, em Lisboa, sagrando-se assim campeã europeia de futebol pela primeira vez na sua história.

O único golo do jogo foi apontado de cabeça pelo avançado grego Angelos Charisteas, aos 57 minutos, na sequência da marcação de um pontapé de canto.

Durante todo o Europeu de futebol, a selecção portuguesa marcou golos em todos os encontros, excepto no embate de hoje.

Desapontado pela derrota, o seleccionador nacional, Luiz Felipe Scolari, afirmou, logo após o final da partida, que a Grécia "jogou muito bem" dentro do esquema táctico defensivo com que se apresentou na final, confirmando que é "muito forte nas bolas paradas e nas bolas áereas". "Ganharam porque sabem jogar muito bem dessa forma, num esquema táctico defensivo", sublinhou.

O treinador admitiu que Portugal "sofreu um golo de uma forma, que, em princípio, não deveria ter acontecido", mas lembrou que o "futebol é assim, uma desatenção pode levar à derrota".

Scolari — que durante toda a competição não se cansou de apelar ao apoio dos portugueses à sua selecção — pediu desculpas por a equipa "não ter dado uma última alegria ao povo português" e disse ainda que a equipa tem de regressar ao trabalho "para chegar ao Mundial em excelente condição".

Por seu lado, o Presidente da República, Jorge Sampaio, saudou os jogadores e a equipa técnica "pelo esforço" e pela "grande classe" demonstrada ao longo do torneio e salientou que Portugal "deve estar orgulhoso pela excelente organização".

Já o seleccionador da Grécia, Otto Rehhagel (de nacionalidade alemã), não conseguia esconder a sua alegria no final do jogo: “Os gregos fizeram história hoje. É uma sensação fantástica! Foi um feito pouco usual para o futebol grego e especialmente para o futebol europeu”.

“A equipa jogou muito bom futebol. Aproveitámos bem as nossas oportunidades. O adversário era tecnicamente melhor do que nós”, explicou Rehhagel no final do encontro na Luz.

Ficha de jogo

Ao intervalo: 0-0.

Golo:

Charisteas, aos 57 minutos.

Equipas:- Portugal:

Ricardo, Miguel (Paulo Ferreira, 43), Ricardo Carvalho, Jorge Andrade, Nuno Valente, Costinha (Rui Costa, 60), Maniche, Deco, Figo, Cristiano Ronaldo e Pauleta (Nuno Gomes, 74).

(Suplentes: Quim, Moreira, Paulo Ferreira, Fernando Couto, Beto, Rui Jorge, Petit, Tiago, Rui Costa, Simão, Hélder Postiga e Nuno Gomes).

- Grécia:

Nikopolidis, Seitaridis, Dellas, Kapsis, Fyssas, Zagorakis, Basinas, Katsouranis, Charisteas, Giannakopoulos (Venetidis, 76) e Vryzas (Papadopoulos, 81).

(Suplentes: Konstantinos Chalkias, Theofanis Katergiannakis, Stylianos Venetidis, Nicolaos Dabizas, Ioannis Goumas, Vasilios Lakis, Pantelis Kafes, Georgios Georgiadis, Vasilios Tsiartas, Themistoklis e Dimitrios Papadopoulos).

Árbitro:

Markus Merk (Alemanha).

Acção disciplinar:

Cartão amarelo para Costinha 12’, Basinas 45'+2', Seitaridis 63’, Fyssas 67’, Papadopoulos 85’ e Nuno Valente 90'+3'.

Assistência:

Perto de 65 mil espectadores.

Percurso de Portugal e Grécia até à final:
Primeira fase

Grupo A

- 1ª jornada (12 Jun):Portugal - Grécia, 1-2
Espanha - Rússia, 1-0

- 2ª jornada (16 Jun):Grécia - Espanha, 1-1
Rússia - Portugal, 0-2

- 3ª jornada (20 Jun):Espanha - Portugal, 0-1
Rússia - Grécia, 2-1

Classificação J V E D GM-GS Pts1 Portugal 3 2 - 1 4-2 6
2 Grécia 3 1 1 1 4-4 4
3 Espanha 3 1 1 1 2-2 4
4 Rússia 3 1 - 2 2-4 3

Quartos-de-final

24 Junho:Jogo 25: Portugal-Inglaterra, 2-2 (6-5 gp)

25 JunhoJogo 26: França-Grécia, 0-1

Meias-Finais

30 Junho:Jogo 29: Portugal-Holanda, 2-1

1 Julho:Jogo 30: Grécia-Rep. Checa, 1-0 (golo de prata)

Final

4 Julho:Jogo 31: Portugal-Grécia, 0-1

Campeão:

Grécia.