Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento reúne representantes de 178 países

Foto
O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai inaugurar oficialmente o encontro DR

A delegação portuguesa que vai participar no encontro, composta por dez elementos, será chefiada pelo secretário de Estado-adjunto do ministro da Economia, Franquelim Alves, contando com a presença, entre outros, do presidente do Instituto de Apoio ao Desenvolvimento de Portugal, Luís Almeida Sampaio.

Os chefes de Estado da Tailândia, Paraguai, Uruguai, Colômbia, Venezuela, Bolívia, Uganda já confirmaram presença, além do secretário-geral da ONU, Kofi Annan, e dos representantes comerciais dos Estados Unidos, Robert Zoelic, e da União Europeia, Pascal Lamy.

A conferência da Unctad, que contou com investimentos de 6,9 milhões de euros por parte do Governo brasileiro, será aberta oficialmente, domingo, pelo Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva.

"O foco da conferência será fortalecer as políticas dos países em desenvolvimento, com uma nova geografia do comércio no eixo Sul- Sul", disse Awni Behnam, porta-voz da Unctad, durante uma conferência de imprensa, em São Paulo.

O responsável avançou igualmente que o encontro de São Paulo irá comemorar os 40 anos de fundação da Unctad, cujo actual secretário-geral é o brasileiro Rubens Ricupero.

Awni Behnam disse ainda que a conferência deste ano se revestirá de especial importância face ao fracasso das negociações para a liberalização do comércio mundial no âmbito de outras instâncias multilaterais. "A nossa principal missão é desenvolver a economia dos países pobres como forma de reduzir a miséria e discutir formas alternativas de desenvolvimento", referiu o porta-voz da Unctad.

Na reunião de São Paulo, a Unctad promoverá, pela primeira vez, discussões sobre a chamada indústria alternativa, designadamente formas de extrair riquezas da produção cultural dos países pobres.

Os organizadores salientaram ainda que a conferência da Unctad será o maior evento internacional já realizado no Brasil, desde a Eco 92, a Conferência da ONU sobre o meio ambiente, que decorreu no Rio de Janeiro.

Prevê-se que os seis mil participantes da Unctad movimentem na cidade de São Paulo cerca de 12,5 milhões de euros durante a próxima semana. Paralelamente à conferência da Unctad, terá lugar, na mesma cidade brasileira, a reunião da União Interparlamentar, com a presença de representantes de diversos países. Portugal estará representado pelas deputadas Rosa Maria Albernaz, do PS, e Graça Proença de Carvalho, do PSD.

Criada em 1964 por países em desenvolvimento, nomeadamente da América Latina, a Unctad é o principal órgão permanente da ONU que apoia os países que pretendem atingir as suas metas de desenvolvimento e integrar o comércio internacional.

Sugerir correcção
Comentar