Liliana Garcia galadoarda com a Gazeta Revelação

Ana Sousa Dias e Carlos Fino distinguidos com Prémios Gazeta 2003

A jornalista Ana Sousa Dias foi hoje distinguida com o Grande Prémio Gazeta 2003, pelo programa "Por outro lado", e Carlos Fino galadoardo com a Gazeta de Mérito pelas reportagens da guerra no Iraque para a RTP.

De acordo com o Clube de Jornalistas (CJ), responsável pela escolha dos Prémios Gazeta, o júri premiou a jornalista Ana Sousa Dias pela sua forma de entrevistar "que prende o telespectador e dignifica o jornalismo". O júri sublinhou ainda "o registo sóbrio, calmo e contido da entrevistadora" que "cria com os convidados uma discreta cumplicidade, abrindo-lhes o espaço, dando-lhes oportunidade e proporcionando as condições para que as atenções do público se centrem naquilo que é realmente importante".

O Grande Prémio Gazeta tem o valor pecuniário de 20 mil euros.

Carlos Fino mereceu a Gazeta de Mérito pelo seu trabalho de cobertura da guerra no Iraque que "revelou um elevado nível jornalístico, em que sobressaíram o sentido de oportunidade, o empenho, a coragem, o espírito de sacrifício e uma qualidade geral concretizada numa série de reportagens que constituem um ponto alto no jornalismo de guerra".

Foi ainda distinguida a jornalista Liliana Garcia com o Prémio Gazeta Revelação pelo trabalho "Prisioneiros da serra sobrevivem com gelo e laranjas", publicado no "Jornal do Centro", que foi galardoado com a Gazeta de Imprensa Regional.

O seu trabalho foi qualificado pelo júri como "um texto de grande fluidez narrativa, escrito numa linguagem simples e escorreita e denotando um notável sentido de atenção ao pormenor e de capacidade de agarrar o leitor". Liliana Garcia irá receber um cheque no valor de 5000 euros.

O semanário no qual a reportagem foi publicada, o "Jornal do Centro" - criado em 2002 em Viseu e, actualmente, dirigido por Isabel Costa Bordalo - foi galardoado com o Gazeta de Imprensa Regional. O título regional distinguiu-se, segundo o júri, pelo "grafismo moderno e atractivo", sendo detentor de "um quadro profissionalizado de jovens jornalistas" e que "manifesta inegável qualidade informativa no tocante à realidade social de todo o distrito viseense, sem esquecer o essencial da informação nacional e internacional".

O júri foi composto por Eugénio Alves (presidente do CJ), Daniel Ricardo (CJ), Eduardo Gageiro (fotojornalista), Fernando Cascais (director do CENJOR - Centro Protocolar para a Formação de Jornalistas), Fernando Correia (jornalista e professor universitário), Guiomar Belo Marques (CJ), Jorge Leitão de Barros (crítico de cinema e televisão), José Mário Costa (jornalista), José Rebelo (professor universitário) e o sociólogo José Paquete de Oliveira.

Os prémios Gazeta, que contam com o patrocínio da PT Comunicações, visam fomentar a valorização dos jornalistas e a qualidade do jornalismo.