Investimento de 155 milhões de euros

Nova linha ferroviária de Guimarães inaugurada amanhã

A CP e a Refer-Rede Ferroviária Nacional inauguram amanhã a nova Linha de Guimarães e a estação de comboios da cidade, onde foram investidos 155 milhões de euros.

O acto, que será presidido pelo Ministro das Obras Públicas, Transportes e Habitação, Carmona Rodrigues, não está isento de protestos das populações, nomeadamente em Covas, Guimarães, onde se reivindica uma passagem área sobre a via férrea, e em S. Tomé de Negrelos, Santo Tirso, que não aceita a retirada do nome da Estação, a favor de Vila das Aves. Nesta freguesia, a junta deliberou hoje apresentar a demissão dos órgãos autárquicos ao Governador Civil do Porto em protesto pela alteração.

Na cerimónia inaugural, que vai decorrer no Hotel de Guimarães, será efectuada uma apresentação da CP/Unidade de Suburbanos do Grande Porto. Segue-se a deslocação para a estação de Guimarães, de onde a comitiva parte num comboio rumo ao Porto.

Segundo o assessor de imprensa da CP, Valdemar Abreu, o material circulante da linha "é novo e encontra-se ao nível do melhor que existe na Europa".

A nova oferta inclui 21 ligações entre Guimarães-Porto-Guimarães, representando um ganho de tempo médio de 30 minutos, relativamente ao percurso efectuado anteriormente em linha estreita. Agora, com via larga, o trajecto Guimarães/Porto Campanhã demora 65 minutos considerando-se mais cinco para a estação de São Bento.

Das 21 ligações diárias Guimarães/Porto/Guimarães, onze são no sentido Porto-Guimarães e dez no sentido Guimarães- Porto. Ao fim-de-semana e feriados existirão 17 ligações (nove no sentido Porto-Guimarães e oito no sentido contrário).

Todas as ligações terão paragens em Porto/Campanhã, Rio Tinto, Águas Santas, Ermesinde, Travagem, S. Frutuoso, S. Romão, Trofa, Lousado, St. Tirso, Caniços, Vila das Aves, Giesteira, Lordelo, Vizela, Covas e Guimarães. O primeiro comboio sai de Guimarães às 06h06 e o último às 22h06. De Porto, estação de S. Bento, o primeiro comboio sai às 06h40 e o último às 22h40.

Segundo Valdemar Abreu, "as Unidades Múltiplas Eléctricas (UME’s), que agora entram ao serviço, são os primeiros comboios cuja ligação entre veículos é aberta, formando um único salão de passageiros articulado, permitindo a visualização do comboio de extremo a extremo, o que incrementa a percepção de segurança".

As carruagens têm uma lotação de 478 lugares, dos quais 189 sentados, possuem ar condicionado e dispõem de protecção passiva dos passageiros.

A UME está dotada de sistema de vídeo-vigilância que grava permanentemente o interior do comboio. "No caso de irregularidades detectadas pelo pessoal de bordo, ou na eventualidade de ser accionado o sinal de alarme, as imagens ficam protegidas, por forma a não serem acidentalmente apagadas", assinala.