Actuação do Governo também será analisada

Parlamento debate de urgência crise do "Prestige" na sexta-feira

As consequências do derrame de fueóleo pelo petroleiro "Prestige", que ontem se afundou ao largo da Galiza vão ser discutidas num debate de urgência na Assembleia da República agendado para a próxima sexta-feira.

O debate de urgência, pedido pela oposição, foi agendado hoje em conferência de líderes parlamentares.

A reunião dos líderes acabou por ser ainda marcada por um protesto do Partido Ecologista "Os Verdes" por a maioria parlamentar ter invibilizado o agendamento de um debate sobre a situação nas prisões com a ministra da Justiça, Celeste Cardona, previsto "a título indicativo" para 4 de Dezembro.

À saída da reunião, a deputada de "Os Verdes", Isabel de Castro, criticou o que considerou ser "uma atitude de prepotência e de má-fé" do PSD e do CDS-PP, que querem assim "evitar a presença" no Parlamento "de uma ministra cuja actuação política se tem revelado desastrosa".

O líder parlamentar do CDS-PP, Telmo Correia, explicou, por seu turno, que o debate "deve ser tratado em sede de comissão", sem prejuízo de, mais tarde, ser levado a plenário.

Na reunião de hoje, que decorreu sem a presença do presidente da Assembleia da República, Mota Amaral, os líderes parlamentares decidiram ainda agendar para 5 de Dezembro o debate mensal com o primeiro-ministro, Durão Barroso.

No dia anterior será discutida uma proposta do Governo sobre áreas metropolitanas e um projecto de lei do Bloco de Esquerda sobre a Internet.

Para 6 de Dezembro, está marcada uma sessão de perguntas ao Governo.

O plenário discutirá, por sua vez, no dia 11 de Dezembro, um agendamento potestativo do PS com tema ainda a anunciar e, no dia 12, um debate proposto pelo PSD e CDS-PP sobre "reformas em curso na área da saúde".

O PS aproveitou os trabalhos de hoje da conferência de líderes para protestar contra as "conclusões apócrifas e ilegítimas" feitas pelos deputados da maioria que participam na comissão de inquérito ao acidente no Metropolitano do Terreiro do Paço.