Ciclo em Paris de 9 a 20 de Outubro

Cinemateca Francesa homenageia dupla Reis-Cordeiro

Trás-os-Montes e, em particular, a dupla de cineastas António Reis-Margarida Cordeiro, cuja obra dedicou especial atenção áquela região, vão ser homenageados pela Cinemateca Francesa (CF) com um ciclo de cinema em Paris, entre 9 e 20 de Outubro.

O responsável pelo programa é o realizador Ricardo Costa, que, em declarações à Lusa, explicou ter a ideia surgido há três anos, na sequência de uma conversa com o documentarista e presidente honorário da CF, Jean Rouch, sobre aquele território do nordeste português. "Jean Rouch teve um importante papel na divulgação do cinema português em França, nomeadamente da obra de Manoel de Oliveira, e conhecia alguns filmes de António Reis e Margarida Cordeiro", exibidos em Paris nos anos 70, com o apoio dos "Cahiers du Cinéma". O projecto coincidiu com a vontade da CF de homenagear o casal Reis-Cordeiro, disse também à Lusa Jean-François Rauger, actual responsável pela programação da instituição parisiense. E o tema de Trás-os-Montes serve este propósito, pois a região "inspirou muitos filmes de António Reis e Margarida Cordeiro e de outros realizadores portugueses", acrescentou. Apesar de a região já ter sido cenário de filmagens anteriores, Ricardo Costa lembra que "Trás-os- Montes" (1976), de Reis e Cordeiro, marcou o cinema português e muitos cineastas daquela época. Assim, foram seleccionadas longas e curtas-metragens dos pioneiros Manoel de Oliveira e António Campos, mas também de César Monteiro, Manuel Costa e Silva, Fernando Matos Silva, Leonel de Brito, Fernando Lopes e do próprio Ricardo Costa.