Hugo Viana é o jogador com a sua idade mais caro do mundo

Hugo Viana transformou-se ontem no jogador mais caro com a sua idade (19 anos) na história do futebol mundial. O médio que este ano se revelou no Sporting assinou em Inglaterra um contrato de cinco anos com o Newcastle e vai passar a receber por cada uma das cinco épocas quase cerca de 1,5 milhões de euros livres de impostos, 15 vezes mais do que recebia em Alvalade (cerca de 99 mil euros). Mais ainda, o Sporting irá receber 12 milhões de dólares (cerca de 12,5 milhões de euros, um pouco mais de 2,5 milhões de contos), conseguindo assim a maior transferência internacional até ao momento do ano.Curiosamente, anteontem à noite tudo indicava que Hugo Viana se ia mudar para Inglaterra, mas para o Liverpool, cujo técnico Gérard Houllier colocou o português no topo dos jogadores a contratar, tendo chegado a falar pessoalmente meia dúzia de vezes com o jogador. A proposta do Liverpool deixou praticamente desarmado o Celta de Vigo, que chegou a oferecer 10 milhões de dólares. O Sporting exigiu, entretanto, que a essa verba fosse acrescentada a cedência do central chileno Contreras, e o negócio esteve quase a ser fechado, isto já depois de o clube de Vigo ter tudo acertado com Hugo Viana. Mas a contratação do novo técnico do Celta, Miguel Angel Lotina, que não aceitou prescindir de Contreras, colocou a transferência num impasse. A eleição como melhor jogador mundial com a sua idade pelo sítio "calciomercato" e as magníficas exibições de Hugo Viana no Europeu de sub-21, na Suíça, despertaram o interesse de outras grandes equipas, designadamente de Itália (Juventus, Lazio e Milan), o que ajudou decisivamente a que os valores em causa se aproximassem do pretendido pelo Sporting e pelo próprio Hugo Viana.Quando tudo indicava que o Liverpool ia levar a melhor, foi a vez do Newcastle agir. O presidente do clube inglês, Freddie Shepherd, chegou ontem à noite a Lisboa num avião particular, juntamente com um outro dirigente britânico. De imediato reuniram-se com o presidente do Sporting, José Ribeiro Telles, com o director Carlos Freitas e com o empresário Jorge Mendes, que nos últimos dois meses passou a tratar do futuro de Hugo Viana, depois de este ter informado José Veiga que deixava de estar interessado nos seus serviços. Na reunião participou ainda o empresário Paul Stretford, empresário dos ex-"leões" Kirovski e Schmeichel e que colabora com Jorge Mendes. Eram quatro da manhã quando as duas partes chegaram a acordo e, poucas horas depois, o futebolista e Jorge Mendes seguiam com o presidente do Newcastle no avião particular para Inglaterra.Em Newcastle, Hugo Viana foi sujeito a testes médicos, que passou sem dificuldade. Pouco depois procedeu-se à assinatura do contrato, que consagrou ainda a transferência como a mais cara em Inglaterra, ultrapassando a de Jarmeine Jenas, por cinco milhões de libras (7,7 milhões de euros), também para o Newcaste. Este facto é tanto mais revelante quanto se sabe que os clubes atravessam um grave crise financeira, que tem feito com que praticamente nenhuma grande operação ainda tenha ocorrido neste defeso. Tal é ainda mais insólito por estar a decorrer o Mundial. Aliás, neste tempo de "vacas magras", o empresário Jorge Mendes acaba por estar ligado a outra tranferência interessante, quando há alguns meses atrás levou o avançado Makukula, que recentemente se naturalizou português e se entreou na selecção de sub-21, dos espanhóis do Salamanca para os franceses do Nantes por cerca de seis milhões de euros (1,2 milhões de contos) e já com um clube italiano por detrás da operação.Já com tudo acertado com o Newcastle, Hugo Viana esteve ao telefone com o director-geral do Celta de Vigo, Felix Carnero, mostrando-se "eternamente grato" por este tudo ter feito para o levar para a Galiza. Os dois acabaram por se emocionar e só a custo Hugo Viana conseguiu suster as lágrimas. Antes, já o presidente do Newcastle tinha comentado a contratação. "Estamos encantados por termos conseguido o Hugo Viana. É consensual a opinião de que se trata do melhor jogador jovem do mundo neste momento. É o médio- esquerdo que Bobby Robson queria para ter êxito na Liga dos Campeões, mas, para falar verdade, cheguei a recear que não iríamos conseguir contratá-lo", disse Freddie Shepherd, que destacou o facto de Hugo Viana ter sido o "cérebro" da selecção portuguesa de sub-21, bem como as ligações de Robson ao futebol português. "É um talento emergente e, se tivéssemos dúvidas bastava-nos falar com os seus futuros colegas Shola Ameobi e Jermaine Jenas, que o defrontaram no Europeu". Refira-se que Portugal bateu a Inglaterra por 3-1, tendo Hugo Viana marcado o último e decisivo golo, num jogo a que assistiu Charlie Woods, adjunto de Robson, que viu o jogo da selecção portuguesa com o Brasil.Hugo Viana deve estrear-se oficialmente pelo Newcastle na pré-eliminatória da Liga dos Campeões, a 14 de Agosto, três dias antes do arranque da "Premier League".