Inauguração de novos emissores na província de Gaza

Rádio Moçambique passa a cobrir todo o país

A Rádio Moçambique cobre, a partir de hoje, todo o território moçambicano, após a inauguração de novos emissores em Frequência Modulada (FM) e Onda Média (OM) na província de Gaza, no Sul do país.

Os novos emissores, inaugurados pelo Presidente moçambicano, Joaquim Chissano, representaram um investimento de cerca de 885 mil euros, 760 mil dos quais foram assegurados pela comunidade internacional, segundo a Lusa.

Com a entrada em funcionamento de dois emissores em FM repetidores da emissão nacional e do emissor provincial em OM em Gaza, situada a cerca de 200 quilómetros de Maputo, a Rádio Moçambique passará a cobrir cem por cento do território nacional, durante a noite, e 73 por cento do território e 83 por cento da população, durante o dia.

A província de Gaza não possuía, até agora, qualquer emissor local, apenas sendo coberta pelo emissor provincial de Maputo. O novo emissor de Gaza — a funcionar experimentalmente há cerca de três meses — transmite em português, changane e chope, línguas faladas na província, para Maputo e para o Norte de Inhambane, as três áreas cobertas.

A rádio possui emissores em OM nas dez províncias do país, que transmitem programas locais em português e nas línguas nacionais, entrando em "cadeia nacional" nos principais blocos noticiosos.

A estação pública moçambicana foi instalando, nos últimos anos, uma rede de emissores em FM nas capitais provinciais, que transmitem a emissão nacional em português, feita nos seus estúdios centrais em Maputo.

O projecto foi financiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), tendo obtido fundos da Dinamarca, Finlândia, Irlanda, Noruega, Portugal e Suécia.