As mudanças

Mota Amaral é eleito hoje presidente da Assembleia da República

João Bosco Mota Amaral é hoje eleito presidente da Assembleia da República, em substituição de António de Almeida Santos. A Mesa será ainda constituída, como o PÚBLICO ontem divulgou, pelos vice-presidentes Leonor Beleza, do PSD, Manuel Alegre, pelo PS, Narana Coissoró, pelo CDS-PP, e Lino de Carvalho, pelo PCP.

Os secretários da Mesa são Ascenso Simões, do PS, e Duarte Pacheco, do PSD, Isabel Gonçalves, do CDS-PP, e Rodeia Machado, do PCP, e os vice-secretários são Manuel Oliveira e Fernando Santos Pereira, pelo PSD, Rosa Albernaz e Miguel Coelho, do PS.

Será também eleito o conselho de administração, que vai ser constituído pelo social-democrata João Moura e Sá (presidente), por Fernando Serrasqueiro, do PS, por João Rebelo, do CDS-PP, e por Rodeia Machado, do PCP.

Já os grupos parlamentares elegem hoje também as direcções das suas bancadas. Guilherme Silva será o líder da bancada do PSD e apresenta-se com uma equipa constituída pelos vice-presidentes Marques Guedes, Leonor Beleza, Jorge Neto, Fernando Negrão, Luís Machado Rodrigues, Ana Manso, António Nazaré e Gonçalo Capitão e os secretários Manuel Moreira, Maria Ofélia Moleiro e Gonçalo Marques.

Por seu lado, no PS, António Costa apresenta-se com nove vice-presidentes: Acácio Barreiros, Elisa Ferreira, Guilherme d'Oliveira Martins, José Magalhães, José Sócrates, Manuel Maria Carrilho, Maria de Belém Roseira, Maria Santos, Paulo Pedroso. Ao conselho fiscal candidatam-se José Lello (presidente), Fausto Correia e Renato Sampaio.

No CDS-PP, o líder será Telmo Correia. No PCP, o líder parlamentar é Bernardido Soares, que tem como "vices" António Filipe e Lino de Carvalho.