Carruagens com ar condicionado estreiam-se na linha do Oeste

CP lança inter-cidades aos fins-de-semana para Leiria e para Régua

A CP vai reintroduzir comboios inter-cidades nas linhas do Oeste e do Douro no próximo horário de Verão, que deverá entrar em vigor a partir de 16 de Junho. Na linha do Oeste o novo comboio deverá sair às sextas-feiras da estação do Oriente às 18h02 e chegar a Leiria às 20h30. Em sentido inverso partirá aos domingos desta estação, pelas 19h18, para chegar a Lisboa às 21h35. Terá paragem em Cacém, Torres Vedras, Bombarral e Caldas da Rainha.

A composição deste novo comboio será formada por carruagens "corail", as mesmas que antes integravam os comboios Alfa na linha do Norte e que foram agora alvo de uma ligeira modernização. Este tipo de carruagens, com ar condicionado, constitui uma estreia na linha do Oeste, que conta habitualmente com material circulante do mais antigo da CP.

Na linha do Douro, a transportadora surpreende com oferta de um comboio directo entre Lisboa e a Régua aos fins-de-semana. O futuro inter-cidades deverá seguir em conjunto com o inter-cidades de Braga - que também só se realiza aos fins-de-semana -, do qual se separará em Porto Campanhã, seguindo depois para a Régua. O horário prevê a saída de Campanhã às 21h48 e chegada à Régua às 23h37. Em sentido contrário, partirá aos domingos às 17 h40 e chegará à Invicta às 19h39, seguindo depois para Lisboa atrelado ao inter-cidades de Braga. Também este novo serviço contará com carruagens "corail", o que constitui uma novidade na linha do Douro em serviço regular. Para tal, o comboio terá de ser equipado com um furgão gerador, por forma a produzir energia destinada ao ar condicionado da composição.

O lançamento destes comboios contraria a prática da CP de redução das ligações inter-urbanas e regionais e de aumento das rupturas de carga (que são as mudanças de comboio na mesma viagem).

Os inter-cidades para Leiria e Régua não são uma novidade: começaram a circular diariamente em 1988, tendo sido extintos dez anos depois. A sua reintrodução aos fins-de-semana e com carruagens novas significa uma tímida aposta em fazer ressuscitar este serviço.

O PÚBLICO tentou obter informações junto do porta-voz da CP sobre a matéria, mas este limitou-se a responder que os novos horários serão divulgados "oportunamente".