Pequena margem entre os dois candidatos

Magnata da comunicação Michael Bloomberg ganha Câmara de Nova Iorque

O vencedor Bloomberg fez ontem um discurso de união
Foto
O vencedor Bloomberg fez ontem um discurso de união Henny Ray Abrams/EPA

O magnata da comunicação Michael Bloomberg venceu as eleições para a Câmara de Nova Iorque, passando assim a suceder a Rudolph Giuliani, o “mayor” que esteve à frente do destino da cidade depois dos atentados perpetrados contra os Estados Unidos no dia 11 de Setembro e que foi uma dos mais acérrimos defensores da candidatura do republicano.

Mesmo assim, foi uma vitória à justa, avança a Reuters, disputada com o democrata veterano Mark Green. De acordo com as primeiras projecções não oficiais divulgada, a margem entre os dois candidatos terá sido apenas de 40 mil votos. Já os resultados oficiais só serão conhecidos dentro de quatro ou cinco dias.Bloomberg, um desconhecido politicamente que nunca ocupou um cargo público, terá investido cerca de 50 milhões de dólares da sua fortuna pessoal na campanha para as eleições, mas, mesmo assim, o veterano Mark Green era dado nas sondagens como favorito. Bloomberg venceu, mas não sem um empurrãozinho nas últimas semanas de Giuliani, o popular republicano à frente do município, que apoiou fortemente a candidatura do magnata da comunicação.
Ao proclamar-se vencedor, Bloomberg, de 59 anos, fez um discurso de união, afirmando que ontem não se tratavam de republicanos ou democratas, mas sim de nova-iorquinos. "Esta é a nossa vitória, o triunfo da nossa visão, da nossa fé no futuro da melhor cidade do mundo", disse Bloomberg, que vai substituir Giuliani, que cumpriu oito anos consecutivos à frente do destino de Nova Iorque.
O candidto democrata já reconheceu a derrota, felicitando Bloomberg pelo trabalho feito na campanha.
Nos últimos cem anos, apenas três republicanos foram eleitos para a Câmara de Nova Iorque, sendo o último Giuliani, em 1993. A vitória do magnata da comunicação é também histórica, visto que esta é a primeira vez que dois republicanos vencem consecutivamente as eleições.
Em 1993, Giuliani venceu o então “mayor” David Dinkins por uma margem de 44 mil votos.

Sugerir correcção