Em cerimónia a decorrer em Rabat

"O Livro do Desassossego" de Pessoa em árabe apresentado amanhã

É a primeira vez que "O Livro do Desassossego" é traduzido para árabe
Foto
É a primeira vez que "O Livro do Desassossego" é traduzido para árabe DR

A obra "O Livro do Desassossego" de Fernando Pessoa, traduzida pela primeira vez para árabe pelo poeta marroquino Mehdi Akhrif, a partir do espanhol, será apresentada amanhã em Rabat.

A tradução de Akhrib, membro da União dos Escritores de Marrocos (UEM), apoiada pelo ministério marroquino da Cultura e Comunicação, será lançada em cerimónia a realizar na Biblioteca Nacional de Rabat, presidida pelo ministro da tutela, Mohammed Achaari, avança a Lusa.Na cerimónia, serão igualmente apresentadas recolhas de dois dos pioneiros da literatura marroquina, Idriss Khouri e Abdelkrim Ghallab.
A apresentação de "Attoumaanima" (Desassossego, em árabe) ao público será animada por membros fundadores da UEM, o crítico e tradutor Ibrahim Elkhatib e o romancista marroquino Edmond Omran Elmaleh, que, no prefácio do livro, considera que através desta obra "se revela a autenticidade da literatura".
O presidente da UEM, Hassan Najmi, ouvido pela Lusa, disse que "O Livro do Desassossego" de Pessoa é "uma das obras resplandecentes do património literário", tratando de "meditações em torno da escrita, da língua e da vida" e permitindo "uma visão profunda e substancial da criatividade portuguesa, que possui uma alma humanitária e proximidade universal clara".
Najmi considera que esta tradução "não é um acto individual isolado mas uma expressão da necessidade da nossa literatura a esta abertura".
Mehdi Akhrif traduziu há três anos uma antologia de poesia de Fernando Pessoa para árabe, numa primeira tradução das obras do autor português para língua árabe e que teve três edições consecutivas, uma delas no Cairo.