Balcãs

Mediador europeu anuncia acordo de paz na Macedónia

Foto
O acordo visa pôr fim a seis meses de conflito entre as forças governamentais e os rebeldes albaneses Sasa Stankovic/EPA

O mediador europeu para a crise da Macedónia, François Léotard, anunciou que os partidos albaneses e macedónios chegaram hoje a um acordo de paz, em Ohrid, onde decorrem as negociações. O acordo será formalmente assinado no dia 13 de Agosto, na capital macedónia, Skopje.

Atingiu o seu limite de artigos

A liberdade precisa do jornalismo. Precisa da sua escolha.

Não deixe que as grandes questões da sociedade portuguesa lhe passem ao lado. Registe-se e aceda a mais artigos ou assine e tenha o PÚBLICO todo, com um pagamento mensal. Pense bem, pense Público.

"O processo político continuará até à próxima segunda-feira, 13 de Agosto, data prevista para que o texto do acordo político que preparámos seja assinado solenemente pelos diferente partidos", declarou Léotard, que, juntamente com o mediador norte-americano, James Pardew, está a acompanhar as negociações para pôr fim a um conflito que, desde há seis meses, tem oposto as forças governamentais da Macedónia aos rebeldes do UÇK, que reclamam mais direitos para a minoria albanesa.Horas antes, o VMRO-DPMNE - o partido do primeiro-ministro macedónio, o nacionalista Ljubco Georgievski - anunciara que ia retirar-se das negociações de paz, na sequência do ataque do UÇK a uma caravana militar macedónia, que fez dez mortos.
A NATO anunciou na segunda-feira estar preparada para enviar um contingente de 3500 soldados para a Macedónia para supervisionar o desarmamento dos rebeldes albaneses se um acordo de paz fosse concluído e se os guerrilheiros aceitassem depor as armas.

Leia também

Ficha sobre conflito na Macedónia