Torne-se perito

Big Brother na rede

A escassos dias da sua estreia em Portugal e antes de aparecer no pequeno ecrã, o concurso Big Brother já sacia a curiosidade dos cibernautas. O "site" oficial da TVI já regista 100 mil entradas diárias e os "sites" não oficiais começam a fazer o seu caminho na internet. Em português, claro.

A versão portuguesa de Big Brother, que a TVI estreia a 3 de Setembro, é mais uma que se junta às experiências levadas a cabo em outros países. E, porque a curiosidade dos cibernautas não fica atrás da curiosidade dos telespectadores, começam a surgir à volta do "site" oficial da TVI, outros "sites" (não oficiais) sobre o Big Brother, gerados de uma forma espontânea por cibernautas interessados no assunto. O "palco" privilegiado do concurso, que a TVI estreia daqui a 11 dias, será sem dúvida a televisão, com a exibição, por semana, de 22 transmissões ao ritmo de quatro doses diárias de segunda a sexta, um programa alargado ao sábado e um resumo ao domingo. Mas ver e saber tudo o que se passa em tempo real, só no site oficial do canal de Queluz : www.tvi.bigbrother.pt. É lá que os concorrentes serão "espreitados" 24 horas por dia, com imagens não editadas, ou seja, exibidas tal e qual como são filmadas. Para tal, o site terá à disposição sete câmaras sempre a rodar, que mostram tudo o que se passa em cada uma das divisões da casa (menos na casa de banho). Além destas, outras duas câmaras exibirão imagens misturadas por dois realizadores, uma espécie de resumo com o material que a produção considera mais importante. A versão"on-line" do concurso terá, para além das imagens, notícias, forúns de debate, chat- rooms e links para outros sites relacionados. Será ainda possível eleger os favoritos, ainda que o voto não sirva para ditar a expulsão. Também será possível enviar mensagens aos concorrentes, que eles só lerão depois de abandonarem a casa. O site oficial da TVI tem, neste momento, uma média de 100 mil entradas diárias.À imagem do que sucedeu em todos os países por onde tem passado, a fórmula do concurso e a sua natureza polémica geram um fenómeno de multiplicação de sites não oficiais. Foi assim em Espanha, na Alemanha, Inglaterra ou Holanda e já começa a ser assim em Portugal, onde a 11 dias da estreia, já há dois sites não oficiais. É o caso de www.bigbrotherpt.com, construído por Ernesto Trozzoli, um argentino de 39 anos, que vive há quatro anos em Portugal. Este matemático, apaixonado pela Internet, aliou à curiosidade e ao interesse pessoal que tem sobre Big Brother, um desejo antigo de construir uma página na Internet. Ernesto Trozzoli acompanhou o sucesso do concurso em Espanha e a ideia de construir um "site" sobre o tema surgiu-lhe ao perceber que a palavra "Gran Hermano" (nome do concuso em Espanha) foi a mais pesquisada na Internet durante o período de exibição do concurso. O conteúdo deste polémico formato "é mais interessante e adaptável à Internet do que à televisão" porque "se pode seguir 24 horas por dia tudo o que se passa com os concorrentes e criar à volta do programa um espaço privilegiado de discussão", afirmou Ernsto Trozzoli. E acrescenta: a televisão "torna os espectadores passivos enquanto a internet permite mais opções de escolha".Com um grafismo simples, mas com bastante informação disponível este "site "vai acompanhar pormenorizadamente os concorrentes durante os 120 dias do concurso e promete imagens de cinco câmaras que transmitem tudo o que se passa na casa de Big Brother. O autor garante "não querer fugir da legalidade" e se for necessário, pedirá autorização da TVI para poder utilizar as imagens 'oficiais'. O "site" possui ainda um forúm de discussão, chat's, um link com a descrição da casa, informações sobre o programa, uma completa descrição dos dez concorrentes, bem como os seus índices de popularidade e as votações que irão obter. Com tanta informação, não admira que o seu autor o considere como "o site não oficial mais oficial". E para que nada falte, o www.bigbrotherpt.com possui ainda um espaço reservado aos visitantes para que possam exprimir as suas opiniões, sugestões, comentários e dúvidas acerca do "site". Futuramente, o "site" terá ainda ligações para outras páginas sobre o concurso e possivelmente, publicidade.O www.bigbrotherpt.cjb.net, o outro "site" não oficial, é mais simples que o seu congénere: só oferece, para já, o calendário com a contagem dos dias que faltam para a estreia nacional.A julgar pelos exemplos da Alemanha ou da Espanha, o sucesso de Big Brother no mundo virtual parece garantido. Um total de 1,5 milhões de cibernautas alemães visitaram o site oficial do concurso pelo menos uma vez, acumulando 120 milhões de contactos nos primeiros 50 dias. Foi uma proeza e tornou-se o "site" de entretenimento mais visitados do mundo.

Sugerir correcção